“As Universidades públicas devem ser valorizadas”, afirma presidente da Abruem

A abertura do 63º Fórum da Abruem foi realizada na Universidade Estadual do Mato Grosso do Sul, em Campo Grande.

WhatsApp Image 2018 11 13 at 16.24.11 300x200Durante a cerimônia da abertura do 63º Fórum da Associação Brasileira dos Reitores das Universidades Estaduais e Municipais (Abruem), o reitor da Universidade Estadual de Goiás (UEG) e presidente da Abruem, Haroldo Reimer, destacou a importância da valorização das Universidades públicas no Brasil.

O evento contou com a participação de representantes de 46 Instituições de Ensino Superior, a secretária de Estado de Educação, professora Maria Cecília Amendola Mota, o deputado estadual, presidente da Assembleia Legislativa, Junior Mochi, a presidente do Conselho Estadual de Educação, Eva Katayama, o secretário executivo da CNPq, José Ricardo de Santana, e o reitores do Conselho Regional de Instituições de Ensino Superior (CRIE-MS), professores Marcelo Turine (UFMS) e Luiz Simão Staszczak.

Para Haroldo Reimer, o tema “Diálogos entre Universidade e Sociedade” vai muito além de projetos de extensão realizados nas instituições de ensino. “Praticamente 90% de toda a produção intelectual do país é realizada nas Universidades públicas. Muitos das nossas escolas recebem alunos de família com vulnerabilidade social, e aqui eles constituem um local de realização de sonho. Muitos inauguram uma nova tradição da família, levando o primeiro diploma para aquela casa. Os nossos governantes deveriam saber que chave do sucesso e do bem estar de um povo está na capacidade de agregar valores por meio de tecnologia e inovação. Não há caminho que não passe por boa oferta de educação”, afirmou Reimer.

WhatsApp Image 2018 11 13 at 16.24.08 300x200O reitor da UEMS, professor doutor Fábio Edir dos Santos Costa lembrou a responsabilidade social da UEMS, frente ao desenvolvimento de MS. “A nossa Universidade nasceu e cresceu com uma forte vocação social. No inicio da década de 1990 nós éramos um estado pobre, carente de ingredientes básicos para o desenvolvimento, entre os quais eu destaco a falta de professores qualificados atuando especialmente nas cidades do interior”, explicou

De acordo com o reitor, foi nesse cenário que surgiu a UEMS, com pelo menos duas missões iniciais: a primeira, levar a educação superior ao interior, democratizando o acesso à universidade; segundo, qualificar a educação básica, formando professores capazes de transformar, pela capacidade técnica e pela sensibilidade humana, as realidades onde estavam inseridos. “Hoje, 25 anos depois, é possível olharmos ao redor, respirar fundo, e constatarmos que temos cumprido estas missões, e muitas outras que se somaram ao longo do tempo”, disse Fábio Edir.

O Fórum de Reitores da Abruem acontece nesta terça-feira e quarta-feira (13 e 14), em Campo Grande, com a organização da UEMS.

Fonte: Assessoria de Comunicação Social da UEMS.

Fotos: Adriano Boeno

marca abruem negativo


Copyright © 2018 - Todos os direitos reservados Copyright © 2018 - Todos os direitos reservados
ABRUEM - Associação Brasileira dos Reitores das Universidades Estaduais e Municipais
CLN 109, Bloco C - salas 102 / 105CEP 70752-530 - Brasília DF
Fone/fax: (61) 3447-8663

Search