Noite de lançamento para o projeto Quem não lê não Escreve.

    Nessa quinta-feira, dia 10, às 19h30min, no Salão Nobre da Unisul, acontece o lançamento da 3ª edição do Projeto, com duas obras literárias

     

    Os excelentes resultados que o projeto de Extensão do Curso de Administração da Unisul, “Quem não lê não Escreve” vem dando ao ambiente de trabalho e a repercussão na comunidade, cidade e região estimularam a 3ª edição em parceria com a Livraria e Papelaria Marielle. O lançamento está marcado para essa quinta-feira, dia 10, no Salão Nobre da Universidade, Tubarão, a partir das 19h30min.

     

    Para esse semestre, duas obras serão trabalhadas. “O Navio Fantasma” de Alexandre Bittencourt, com 150 alunos da 2ª série do Ensino Médio Escola de Educação Básica Henrique Fontes; e “Construindo um Futuro de Sucesso” de Márcia Luz,  com os colaboradores da Livraria e Papelaria Marielle e trata do eixo da empregabilidade e perfil do profissional do século XXI.

     

    Entenda o projeto

     

    Em julho de 2008, o Projeto de Incentivo à leitura para desenvolver talentos e formar líderes, do Curso de Administração da Unisul, firmou uma parceria com a Livraria e Papelaria Marielle, organização comercial constituída de 24 funcionários e três gestores. Esta instituição, além de seus funcionários, assume 88 alunos para um projeto interdisciplinar de leitura na Escola de Educação Básica Henrique Fontes, com a 2ª série do Ensino Médio. Segundo a professora Marilene da Rosa Lapolli, coordenadora do Projeto, a Escola foi escolhida porque é a instituição onde estudaram e estudam funcionários, e por serem grande parte dos professores, pais e alunos, clientes da Marielle.

     

    Após o início do projeto, segundo o coordenador do Curso de Administração, João Batista Cascaes, percebeu-se inúmeros avanços nas atividades desenvolvidas com os gestores e funcionários da Livraria e Papelaria Marielle, bem como com a equipe técnico pedagógica, professores e alunos da Escola de Educação Básica Henrique Fontes. “Isso estimula o Curso a continuar a realizar trabalhos de extensão na perspectiva da responsabilidade social”, acrescenta João Batista.