Reitor da UNEB recebe Medalha Comemorativa do IV Centenário do Ministério Público Brasileiro.

     

    Nova Condecoração está sendo oferecida aos que prestam "relevantes serviços à Sociedade ou à Instituição".

     

     

    O Ministério Público (MP) do Estado da Bahia homenageou o reitor da Universidade do Estado da Bahia (UNEB), Lourisvaldo Valentim, com a Medalha Comemorativa do IV Centenário do Ministério Público Brasileiro. A homenagem aconteceu  dia 25 de setembro, às 19h, no Salão Nobre do Fórum Ruy Barbosa, no bairro de Nazaré, em Salvador, durante as comemorações pelos 400 anos do MP brasileiro.

     

    Estiveram presentes no evento, o governador do estado Jaques Wagner, do procurador-geral da República de Portugal Fernando José Monteiro, secretários de estados e demais autoridades.

     

    De acordo com a assessoria de comunicação do MP, Valentim é o único reitor entre os 103 homenageados com a medalha. A indicação do nome do reitor para a condecoração partiu do próprio procurador-geral de Justiça da instituição, Lidivaldo Britto. Pesou na escolha do nome de Valentim os trabalhos voltados à inclusão social da UNEB e as mais de 400 ações de extensão desenvolvidas em todo o estado, além dos cursos e projetos realizados em parceria com o próprio Ministério Público.

     

    Ainda de acordo com a assessoria, a entrega da Medalha Comemorativa do IV Centenário do Ministério Público Brasileiro - instituída em agosto deste ano, através do Ato 338/2009 do MP - tem o objetivo de "reconhecer autoridades, pessoas, órgãos ou entidades públicas ou privadas, nacionais ou estrangeiras, pela prestação de relevantes serviços à sociedade ou à instituição".

     

    A UNEB tem desenvolvido, nos últimos anos, importantes projetos em parceria com o Ministério Público estadual.

     

    Através de um convênio firmado em 2007, a UNEB e o MP desenvolveram o Programa de Capacitação e Educação em Direitos Humanos (Procedh), que capacita, nas modalidades de extensão, especialização e mestrado voltados para a educação continuada, policiais civis e militares e demais profissionais da área de Justiça e Segurança Pública. Atualmente está em curso o projeto para um mestrado inédito, cujo conteúdo programático será voltado para políticas públicas nas áreas de Direitos Humanos, Segurança Pública e Cidadania, também vinculado ao Procedh.