Fapemig aprova 21 projetos da Unimontes através do edital de Demanda Universal.

      

     

    A investigação científica na Universidade Estadual de Montes Claros vem sendo incrementada com o apoio do Governo de Minas, por intermédio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (Fapemig). Vinte e um projetos da instituição foram aprovados através do Edital de Demanda Universal/2009, que totalizam investimentos da ordem de R$ 538.367,85. Os recursos contemplam professores de oito departamentos da Unimontes.

     

    Na avaliação do reitor, professor Paulo César Gonçalves de Almeida, “a aprovação de número expressivo de projetos através do Edital de Demanda Universal, consagra a competência dos pesquisadores da Unimontes e os esforços prioritários da administração superior em torno da investigação científica e tecnológica”.

     

    “As pesquisas contribuem para a qualificação do corpo docente e para os avanços na graduação, além de contribuir com a melhoria da qualidade de vida da população das regiões onde a universidade está inserida”, observa o reitor da Unimontes.

     

    Para a pró-reitora de Pesquisa e Pós-Graduação, professora Silvia Nietsche, o aspecto a ser salientado em relação ao Edital de Demanda Universal da Fapemig foi a aprovação de projetos de diferentes áreas, o que demonstra que a investigação científica na Unimontes avança de forma homogênea em praticamente todos os setores. Como conseqüência, os resultados dos estudos vão beneficiar diferentes segmentos da sociedade.

     

    “A diversidade de projetos comprova o amadurecimento e a consolidação da pesquisa na Universidade, nas ciências agrárias, biológicas e saúde, humanas e sociais”, enfatiza a pró-reitora de Pesquisa e Pós-Graduação. Outro aspecto observado pela professora Silvia Nietsche: “a grande maioria dos coordenadores dos projetos aprovados pela Fapemig está atuando diretamente na pós-graduação Stricto sensu da Universidade”.

     

    DEPARTAMENTOS CONTEMPLADOS – Dos projetos da Unimontes aprovados no edital da Fapemig, o departamento de Ciências Agrárias, vinculado ao Centro de Ciências Exatas e Tecnológicas (CCET), teve o maior número de contemplados: oito. Em seguida, estão os departamentos de Biologia Geral (do Centro de Ciências Biológicas da Saúde/CCBS), de História (Centro de Ciências Humanas/CCH), com cinco e três projetos aprovados, respectivamente.

     

    Também foram beneficiados - com um projeto cada - os departamentos de Economia, Ciências Contábeis e de Política e Ciências Sociais, do Centro de Ciências Sociais Aplicadas (CCSA); de Comunicação e Letras (CCH); e de Saúde da Mulher e da Criança (CCBS).

     

    PROJETOS APROVADOS – A relação dos projetos aprovados – bem como seus respectivos autores e valores – em cada departamento é a seguinte:

     

    Ciências Agrárias: “Tecnologia de aplicação de rizobactérias em mudas micropropagadas de bananeira para o controle de meloidogyne Javanica” (Regina Cássia Ferreira Ribeiro), R$ 27.111; “Bioecologia e controle biológico de moscas frugívoras em cafeeiros irrigados no semiárido mineiro” (Clarice Diniz Alvarenga Corsato), R$ 32.375,13; “Avaliação das silagens e dos fenos de diferentes frações da parte aérea de quatro variedades de mandioca cultivadas no Norte de Minas” (Vicente Ribeiro Rocha Júnior), R$ 33.049,80; “Desempenho agronômico e qualidade fisiológica de sementes de cultivares alternativas de feijoeiro-comum em função de densidades populacionais, no Norte de Minas Gerais” (Neiva Maria Batista Vieira), R$ 33.542,25.

     

    E ainda: “Efeitos da auxina sobre os componentes da produção e características pós-colheita de bananas ‘prata-anã’ (Victor Martins Maia), R$ 29.753,48; “Variação espaço – temporal do uso de recursos pela comunidade de aves em três estágios sucessionais de matas secas no Norte de Minas” (Lemuel Olívio Leite), R$ 21.420; “Desempenho de cultivares para produção de milho verde, de minimilho e de forragem, em cultivos irrigados na região Norte de Minas Gerais” (Iran Dias Borges), R$ 27.127,80; e “Avaliação da densidade, luminosidade e das épocas de estabelecimento do cultivo consorciado de hortaliças sob manejo convencional e orgânico” (Wagner Ferreira da Mota), R$ 29.505.

     

    Ciências Biológicas: “Fatores associados ao forrageamento de térmitas aborícolas - isecta: isoptera“ (Ronaldo Reis Júnior), R$ 45.059,55; “Mecanismos geradores da diversidade de insetos herbívoros em copaifera Langsdorffii – Fabaceae” (Marcílio Fagundes), R$ 35.412,51; ‘Características foliares e herbivoria em plantas de diferentes grupos funcionais ao longo de um gradiente sucessional em uma floresta estacional decidual” (Mário Marcos do Espírito Santo), R$ 30.850; “Avaliação de características estratégicas para conservação e uso sustentável do cajuzinho do cerrado (Anacardium Humile – Anacardiaceae) no Norte do Estado de Minas Gerais” (Dario Alves de Oliveira), R$ 44.100; e “Estudos sobre o armazenamento de frutos de macaúba - Acrocomia Aculeata (Jacq.) Lodd. Ex. Martius (Arecaceae – (Leonardo Monteiro Ribeiro), R$ 15.907,50.

     

    História: “A herança de Vargas no governo Lula: a questão social e a Nação” (Laurindo Mekie Pereira), R$ 6.874,43; “Roteirização do transporte exclusivo de pessoas portadoras de deficiência física com o auxílio de Sistemas de Informações Geográficas – Si” (Simone Narciso Lessa), R$ 6.874,43; e “A educação corporal e normatização social no Norte de Minas Gerais nas primeiras décadas do período republicano” (Regina Célia Lima Caleiro), R$ 14.639,38.

     

    Comunicação e Letras: “Pelo Sertão: Geografia, Aforismo e Filosofia na obra de João Guimarães Rosa” (Telma Borges da Silva), R$ 23.070,45; Economia: “Trajetória acadêmica e laboral dos alunos dos cursos de Graduação da Universidade Estadual de Montes Claros, com base no ingresso pelo sistema universal e pelo sistema de cotas” (Maria Elizete Gonçalves), R$ 20.338,24; Ciências Contábeis: “Análise dos Gastos Públicos na área da saúde nos municípios do Norte de Minas Gerais 2003-2007” (Carlos Renato Theóphilo), R$ 14.847,00. Política e Ciências Sociais: “Trabalhadores informais: o sentido da escolha” (Maria da Luz Alves Ferreira), R$ 17.298,41. Saúde da Mulher e da Criança: “Comparar a sensibilidade e a especificidade entre os métodos Kalazar Detect, Rifi, Pcr, Elisa e Cultura no Diagnóstico da Leishmaniose Visceral - Lv” (Sílvio Fernando Guimarães de Carvalho), R$ 46.725,00.