Avaliação do Conselho Estadual de Educação.

     


      Curso de Tecnólogo em Sistemas Biomédicos Unimontes/FACIT obtém conceito "A"

     

     

     

    A Universidade Estadual de Montes Claros apresenta desempenho de destaque em mais uma avaliação oficial. O curso de Tecnólogo em Sistemas Biomédicos, primeira graduação nesta área em Minas Gerais, oferecido em parceria com a Faculdade de Ciência e Tecnologia (FACIT), recebeu o conceito “A” em avaliação promovida na semana passada, pelo Conselho Estadual de Educação (CEE).

     

    “O conceito máximo é conseqüência do idealismo, da competência e do comprometimento de todos os envolvidos”, observa o reitor da Unimontes, professor Paulo César Gonçalves de Almeida. Ainda de acordo com o reitor, “por dever de justiça, é necessário enaltecer a valiosa parceria entre a Universidade e a Facit – Fundação Educacional Montes Claros (FEMC), pois a participação daquela instituição contribuiu, sem dúvida alguma, para alcançarmos os resultados positivos”, completou.

     

    Por sua vez, o presidente da Fundação Educacional de Montes Claros (FEMC) – mantenedora da FACIT -, Ariovaldo de Melo Filho, considera o momento de dupla felicidade. “Estamos satisfeitos não apenas pelo conceito máximo. A avaliação positiva atesta o reconhecimento depositado pela Unimontes à Faculdade de Ciência e Tecnologia e serve de estímulo para que as duas instituições possam se unir em novas parcerias; inclusive mais arrojadas e mais audaciosas”, considerou. Ele entende que o curso vem cumprindo seu objetivo, “contribuindo para o setor de saúde da região, sobretudo por oferecer mão-de-obra extremamente qualificada”.

     

    SEGUNDA TURMA DO PAÍS - Há somente cinco cursos de graduação na área de Sistema Biomédicos em funcionamento no País, sendo que a turma de Montes Claros será a segunda a ser graduada para esta nova profissão. As atividades tiveram início há quase dois anos, sob a coordenação do professor Éber Rodrigues dos Santos, com aulas diárias nas salas e nos laboratórios da FACIT, com 50 alunos regularmente matriculados. A conclusão do curso acontecerá em 2010.

     

    O profissional graduado vai atender um dos mercados de trabalho mais promissores na área de saúde, tendo em vista que o tecnólogo em Sistemas Biomédicos é responsável pela avaliação e inspeção dos equipamentos específicos de hospitais e clínicas. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) está elaborando uma nova legislação que, quando aprovada, vai restringir ao tecnólogo e ao engenheiro médico a responsabilidade desse trabalho de aferição dos equipamentos hospitalares, tais como ultra-som, ressonância magnética, entre outros.

     

    Segundo a coordenadora do curso, professora Nair Amélia Prates Barreto, uma vez firmada a parceria Unimontes/FACIT, o curso foi implantado a partir de diretrizes curriculares estabelecidas pelo Ministério da Educação (MEC).

     

    Ela observa ainda que, “com as atividades em pleno andamento, o Conselho Estadual de Educação confirma o cumprimento por parte das instituições de todos os quesitos necessários ao bom funcionamento do curso como, por exemplo, infraestrutura, qualificação do corpo docente, produção intelectual e pesquisa, bibliografia, dentre outros itens”. “Ficou constatado que está sendo seguido à risca tudo o que foi planejado para o bom andamento do curso”, assinala a professora Nair Barreto.

     

    O projeto pedagógico do curso foi elaborado pelos professores da Facit e do departamento de Fisiopatologia, do Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS), sendo aprovado pela Câmara de Graduação e, por último, pelo Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (Cepex) da Unimontes.