Edital do CNPq contempla pesquisador da UEG.

     

    O Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq/MCT) divulgou o resultado do Edital Universal 2009, que contou com aprovação de 2.715 projetos em três faixas de financiamento. Um dos projetos aprovados foi o do professor Itamar Rosa Teixeira, da Unidade Universitária de Ciências Exatas e Tecnológicas de Anápolis (UnUCET).

    Itamar Teixeira é professor do curso de Engenharia Agrícola e requereu financiamento para a pesquisa “Adubação no Sistema de Consórcio Mamona + Feijão-comum”.  O professor da UEG conta com a colaboração dos professores Adilson Pelá (UnU Ipameri) e Elton Fialho dos Reis (UnUCET); dos alunos do curso de Mestrado em Engenharia Agrícola da UEG, Rute Quélvia de Faria e Mateus de Lélis Lima, e dos graduandos José Antônio de Paula Oliveira e Daniel Antônio da Cunha.

    A pesquisa do professor Itamar Teixeira, que está em desenvolvimento na área de cultivo da Estação Experimental da Emater em Anápolis, tem como objetivo avaliar as respostas de manejo em lavoura consorciada de mamona + feijão comum, com adubação de nitrogênio, fósforo, boro e zinco visando fornecer informações relevantes a técnicos e produtores, com particular ênfase à pequena propriedade familiar. De acordo com o pesquisador da UEG, “a adoção do sistema possibilitará ao agricultor familiar conviver com a seca no período de entressafra em regiões de períodos climáticos bem definidos como nas áreas de cerrado, proporcionando assim ganhos extras, melhorando, consequentemente, a sua qualidade de vida”.

    O projeto de pesquisa do professor Itamar Teixeira foi contemplado com recursos no valor de R$ 50.256 que serão aplicados nas cinco fases do trabalho de pesquisa. Os subprojetos "Resposta de cultivares de mamona + feijão comum sob consórcio a doses de nitrogênio em cobertura" e "Época de parcelamento do nitrogênio em cobertura no sistema de consórcio com cultivares de mamona + feijão comum" já estão em experimentação e serão concluídos ainda este ano. Três outros subprojetos serão colocados em prática a partir do início de 2010.

    A expectativa do professor é que o experimento possa ajudar pequenos agricultores a aproveitar melhor o consórcio das duas plantas sob condições adequadas de nutrição como forma de melhorar a renda da propriedade. “O cultivo da mamona, indicada pelo governo federal como primeira escolha para projetos relacionados à produção de biodisel, e usada, sobretudo sob consorciamento com culturas de ciclo curto como o feijão comum, principal fonte protéica das classes de menor poder aquisitivo, pode configurar como boa opção aos agricultores”, explica o pesquisador. 

    O edital universal 2009 do CNPq, segundo o Ministério de Ciência e Tecnologia, é uma das maiores ações de fomento da agência que irá investir R$ 100 milhões em atividades de pesquisa científica, tecnológica e inovação em todas as áreas do conhecimento. Os recursos são oriundos do orçamento do CNPq e dos fundos setoriais, administrados pelo Ministério da Ciência e Tecnologia.