Atual gestão da Unimontes comemora três anos de conquistas e avanços.

     

    No dia 4 de dezembro, foram completados os três anos do reitorado 2006/2010 da Universidade Estadual de Montes Claros (Unimontes), tendo os professores Paulo César Gonçalves de Almeida e João Canela, como reitor e vice-reitor, respectivamente.

     

    Para comemorar a passagem do terceiro ano da atual gestão será celebrada nesta quarta-feira (9), missa em ação de graças. O ato religioso acontecerá na Matriz de São Sebastião (Vila Guilhermina), às 10 horas, sendo presidido pelo padre Waldomiro Machado (Frei Waldo) e com a participação de integrantes da administração superior da instituição, servidores docentes e técnico-administrativos, acadêmicos e representantes da comunidade.  

     

    Na avaliação do reitor, professor Paulo César Gonçalves de Almeida, nos últimos três anos, a Unimontes continuou registrando significativos avanços nas áreas do ensino, pesquisa, extensão e na prestação de serviços. “Todas estas conquistas resultam do trabalho e coletivo e solidário”, afirma.  

     

    Ele assinala “ser indispensável agradecer a Deus, em primeiro lugar, e reconhecer a competência e a efetiva participação de todos os integrantes da comunidade acadêmica (professores, servidores técnico-administrativos e alunos), a solidariedade da classe política e da sociedade regional e o valioso e fundamental apoio do Governo de Minas, por intermédio do governador Aécio Neves; do vice-governador, professor Antonio Anastasia, e de toda sua equipe”.

     

    O reitor destaca, ainda, a participação do vice-reitor em todas as ações desenvolvidas na administração superior da Universidade. “Além de extremamente ético e leal, o professor João Canela tem confirmado seu comprometimento com o ensino superior público e sua elevada competência, podendo ser apontada, apenas a título de exemplo, a excelente gestão que desenvolve como superintendente do Hospital Universitário Clemente de Faria, que se consolida como um dos melhores hospitais de Minas Gerais, ampliando a prestação de serviços à comunidade”.

     

    O professor Paulo César de Almeida lembra que está sendo elaborado relatório das principais realizações do terceiro ano do atual reitorado. “Tivemos resultados altamente positivos, com a Unimontes se mantendo entre as melhores universidades do País, qualidade atestada nas avaliações oficiais. Podemos destacar, também, a ampliação das atividades de pesquisa e o incremento da Pós-Graduação Stricto Sensu”, observa o reitor, pontuando que a Unimontes já conta com oito mestrados próprios reconhecidos pela Capes, do Ministério da Educação.  

     

    O reitor também observa que, neste segundo semestre, foram iniciadas as atividades do doutorado interinstitucional em Letras e do mestrado interinstitucional em Direito, oferecidos em parceria com a Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC Minas).  

     

    Para o professor João Canela, a Unimontes passa por um processo de amadurecimento pleno, com a consolidação de ações importantes, como seus programas próprios de mestrado e os projetos de pesquisa – mais de 200 em andamento –, além da garantia da melhor qualificação do corpo docente. O reconhecimento da qualidade da instituição nas avaliações oficiais é outro ponto observado pelo vice-reitor.  

     

    Ressalta, também, o incremento da relação ensino/serviço no âmbito do Hospital Universitário, com a ampliação das ações nas áreas de urgência e emergência e de oftalmologia, além da oferta do curso de tecnólogo de sistemas biomédicos em parceria com a FACIT, um dos cinco primeiros de todo o País.

     

    PROFISSIONAIS - A Unimontes já superou a marca de 40 mil profissionais graduados nas diversas áreas do conhecimento e, atualmente, conta com cerca de 10 mil alunos matriculados nos cursos de graduação oferecidos no campus-sede e em 11 campi nas regiões Norte e Noroeste de Minas e no Vale do Jequitinhonha. Além disso, conta com cerca de 1,6 mil alunos matriculados nos cursos de educação a distância oferecidos por intermédio do programa da Universidade Aberta do Brasil (UAB), iniciado em 2008, através de convênio com o Ministério da Educação.  

     

    OBRAS – Neste ano, foram iniciadas e concluídas diversas obras físicas, visando a garantir a melhor estrutura para o funcionamento dos cursos, da pesquisa e da prestação de serviços. Em 23 de setembro último, com a presença do vice-governador, Antonio Anastasia, foi reinaugurado o Casarão da Fafil, totalmente recuperado para a instalação do Museu Regional do Norte de Minas.

     

    No mesmo local, foi implantada provisoriamente a sede do Centro Integrado de Convivência com a Seca. O prédio foi recuperado com recursos viabilizados junto a empresas, através da Lei Rouanet, com o apoio do Governo de Minas. As obras custaram R$ 1.077.674,66, sendo R$ 400 mil do programa Cemig Cultural e outros R$ 677.674,66 disponibilizados pelo Instituto Oi Futuro, da empresa Telemar Norte Leste.  

     

    RESTAURANTE UNIVERSITÁRIO - Atualmente, dentre outras, estão em andamento no Campus Universitário Professor Darcy Ribeiro, a construção do Centro de Pós-Graduação e a ampliação do prédio da reitoria.   Estão sendo adotadas as providências para o início da construção do Restaurante Universitário, cujos recursos serão alocados no Orçamento Estadual de 2010, após encaminhamento de pleito pela Reitoria, em atendimento à reivindicação da comunidade acadêmica, especialmente dos discentes. Conforme o reitor, professor Paulo César de Almeida, o restaurante deverá ser inaugurado até outubro de 2010.

     

     


                      Reitor Paulo César Gonçalves de Almeida e Vice-Reitor João Canela.
                   Créditos: Alexander Sezko