UECE/PROEX prepara mais de 700 jovens para o moderno mundo do trabalho.


     Mais de 700 jovens com formação profissional em Tecnologia da Informação (TI) serão entregues nesta terça-feira (15/12), ao moderno mundo do trabalho. Eles acabam de concluir o Projeto de Educação Integral ministrado em duas etapas: Formação Integral do Jovem e  Inserção Produtiva do Jovem. Segundo a Pró-Reitora de Extensão, Profa.  Celina Ellery, que acompanha a experiência do programa de formação nas 40 escolas beneficiadas, no Ceará e em Pernambuco, trata-se do projeto Com. Domínio Digital desenvolvido pelo Instituto Aliança, com sede na Bahia, em parceira com a UECE. Informa ainda, que os índices de inserção no mercado de trabalho têm atingido mais de 70% no Ceará e cerca de 68% nos demais Estados, que se beneficiam com o projeto.

     

    O Reitor da Universidade Estadual do Ceará (UECE), Prof. Francisco de Assis Moura Araripe, preside às 19h desta terça-feira, no Ginásio Paulo Sarasate, a solenidade de entrega dos certificados. São jovens de escolas públicas do Estado, localizadas em diferentes bairros de Fortaleza. A cerimônia contará também com a presença do vice-retor, Antônio de Oliveira Gomes Neto, da pró-reitora de Extensão, Profa. Celina Magalhães Ellery, demais pró-reitores da UECE, representantes do Instituto Aliaça, da Secretaria de Educação do Estado e de outros
    parceiros.

    O Com. Domínio Digital é um projeto de educação integral que tem como objetivo formar e inserir social e economicamente jovens que vêm de escolas públicas e que não têm fácil acesso a oportunidades de qualificação para ingresso no moderno Mundo do Trabalho. A UECE participa do projeto desde o seu lançamento, em 2004. Atualmente, atende jovens de sete Estados, Ceará, Pernambuco, Sergipe, Bahia, Maranhão, Minas Gerais, Rio de Janeiro e São Paulo, além de 48 núcleos, beneficiando aproximadamente 6.000 participantes. A UECE, através da PROEX, acompanha as ações do projeto em todos os Estados e atua como entidade certificadora, como informa a pró-reitora Celina Ellery.

     

    Para desenvolver o projeto, o Instituto Aliança conta com o apoio financeiro do Instituto IBI, do Instituto Walmart, do Fundo Japonês, do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), dentre outros. No Ceará e em Pernambuco, a experiência do Com. Domínio Digital foi ampliada, sendo absorvida pelas Secretarias de Educação dos dois Estados, como política pública, com uma experiência piloto em 40 escolas.  

      

    De acordo com o projeto, que se desenvolve em duas etapas, a primeira, Formação Integral do Jovem, que é estruturado em três linhas de ação: Desenvolvimento Pessoal e Social (DPS); Formação em Tecnologia da Informação (TI); e Formação para o Mundo Empresarial (ME). Já a segunda etapa, Inserção Produtiva do Jovem, trata do processo de inserção do jovem que começa antes do seu ingresso no Com. Domínio Digital, quando são iniciadas as articulações, contatos, estratégias e ações do Projeto junto aos possíveis empregadores.


      

    A etapa denominada de inserção se refere ao período em que o jovem será incorporado, concretamente, ao mundo do trabalho, através de uma colocação que se adéqüe aos princípios definidos pelo Com. Domínio Digital e, ao mesmo tempo, lhe satisfaça como profissional. Depois de projetos dessa natureza, fica mais fácil a inserção do jovem no primeiro emprego.