Unimontes participará de pesquisa da União Europeia sobre meio ambiente.

     

     

     

    A Universidade Estadual de Montes Claros (Unimontes) será uma das parceiras oficiais em pesquisa internacional sobre meio ambiente, aprovada pela Comissão Europeia, no âmbito do 7º Programa Quadro de Pesquisa e Desenvolvimento Tecnológico da União Europeia (UE). A proposta “Resíduos de Mineração: Biointemperismo, Controle e Monitoramento da Poluição” é coordenada pela Universidade de Marne-La-Vallée (França) e pelo Instituto de Educação Para as Águas/Unesco (IHE), com sede na Holanda, em conjunto com a Unimontes e a Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

     

    A investigação científica na área de meio ambiente que já é desenvolvida pela Unimontes, em especial no campus-sede e no campus de Pirapora, foi relevante na sua escolha como parceira para este projeto internacional.

     

    Dentre os temas relacionados pela Unimontes para o desenvolvimento da pesquisa em âmbito internacional estão os estudos sobre rejeitos minerais e as drenagens ácidas, numa região que envolve três municípios com indústrias de base de grande porte: Pirapora, Várzea da Palma e Três Marias. No âmbito da universidade, a pesquisa contará com a participação do professor Hernando Baggio, do departamento de Geociências, vinculado ao Centro de Ciências Humanas (CCH).

     

    CERTIFICAÇÃO - O projeto já foi aprovado e encontra-se em fase de certificação junto à União Europeia. Os estudos envolvendo um centro de pesquisa e as três universidades serão iniciados em 1º de setembro e devem ser concluídos em quatro anos, envolvendo recursos da ordem de 158 mil euros (R$ 380.780,00).

     

    Até lá, segundo o professor Baggio, caberá à Unimontes algumas atividades iniciais tais como: planejamento da pesquisa, plano de amostragem e seleção de pontos de coleta de amostras (abril/maio), geoprocessamento, modelamento de imagens e esboços cartográficos (junho/julho). No âmbito da Unimontes, a pesquisa será desenvolvida tanto no campus-sede como no campus de Pirapora.

     

    MINICURSO E TRABALHO DE CAMPO – A primeira prévia das atividades relacionadas ao intercâmbio aconteceu em março último, com o minicurso “Poluição Atmosférica: Avaliação e Risco”, para as turmas do 2º, 4º e 6º períodos do curso de Geografia/Pirapora e os alunos do curso de Geologia da UFMG. O trabalho foi ministrado pelo professor Eric Van Hullebusch, da Universidade de Marne-La-Vallée e contou com a participação dos professores Hernando Baggio (Unimontes), Heinrich Horn (UFMG) e Luiz Arimura, do departamento de Ciências Agrárias da Unimontes.

     

    Outra atividade relacionada foi o trabalho de campo no entorno das indústrias de beneficiamento de sílica sediadas em Pirapora e Várzea da Palma e zinco em Três Marias. “Procuramos visitar somente os locais com comprometimento ambiental”, pontuou o professor Hernando Baggio, ao citar problemas como drenagens ácidas, solos com rejeitos minerais (Ferro-Silício, Silício e Zinco) e áreas com rejeitos de escórias.