Ministério da Educação investe 30 milhões em programas de extensão.

    FONTE: Jornal da Educação

     

    O Ministério da Educação vai investir R$ 30 milhões do seu orçamento de 2011 para apoiar o desenvolvimento de 484 programas e projetos de extensão universitária selecionados entre 1,2 mil propostas. Os recursos do Programa de Apoio à Extensão Universitária (Proext) serão transferidos a universidades federais e estaduais e a institutos federais de educação, ciência e tecnologia no início do próximo ano.

     

    Os projetos mais contemplados com recursos são os de educação e de saúde (R$ 6 milhões cada um) e do trabalho (R$ 4 milhões). Os outros sete tipos de projetos terão R$ 2 milhões cada um.

     

    Entre as 484 propostas, 114 dizem respeito à educação, as instituições de ensino superior vão desenvolver atividades de extensão em sete áreas, entre as quais, juventude, educação ambiental e populações indígenas e quilombolas.

     

    O destino dos recursos do Proext tem como foco  melhorar as condições de gestão das atividades acadêmicas de extensão das instituições de educação superior públicas e estimular o desenvolvimento, a inclusão social e o espírito crítico dos estudantes. A extensão é um processo educacional de caráter multidisciplinar que articula ensino e pesquisa e coloca as instituições de ensino em contato com as comunidades que as cercam.

     

    Durante o ano de 2010 até 2011, o programa desenvolverá dez linhas de ação que atenderão políticas sociais de oito ministérios, do Instituto Nacional do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) e da Secretaria Especial de Políticas para as Mulheres.

     

    A duração máxima dos projetos é de 12 meses e devem ser encerrados até 31 de dezembro de 2011.