UEPB cria Comitê de Ajuda Humanitária e auxiliará as vítimas das enchentes em Palmares (PE).

     

    Com o intuito de promover a solidariedade e tendo em mente que a UEPB possui também uma missão social, foi criado pela Instituição um Comitê de Ajuda Humanitária, que, em caráter emergencial, já iniciará suas atividades em Palmares (PE) - cidade atingida pelas enchentes que assolaram os estados de Pernambuco e Alagoas, nas últimas semanas. O Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS), do campus da UEPB em Campina Grande, também anunciou uma campanha para auxiliar às vítimas da calamidade, tornando-se o segundo Centro da Instituição, juntamente com o campus V, em João Pessoa, a apoiar a causa.

     

    A operação do CCBS está sendo desenvolvida em conjunto com o Comitê de Ajuda Humanitária, Social e de Saúde da UEPB, e constará da arrecadação de donativos, em especial alimento não perecível, material de limpeza e higiene pessoal, água, vestimentas, lençóis, colchões, entre outros; e do envio de equipes de voluntários constituídas por professores, alunos e pessoal técnico-administrativo, dos diferentes departamentos e cursos que constituem o Centro.

     

    Segundo o diretor do CCBS, professor Eduardo Beserra, o Comitê foi criado recentemente e a tragédia foi o ponto de partida para que começasse a atuar. O chefe de Gabinete da Reitoria, professor José Benjamim, reafirmou que o Comitê nasceu de maneira emergencial. “Fizemos uma primeira reunião esta semana e como o infortúnio não espera, iremos partir para a ação. Mas o desejo dos representantes desta Universidade é que ele tenha caráter permanente de solidariedade”, explicou.

     

    O professor Benjamim adiantou ainda que pelo menos três primeiras atividades já foram definidas pelo Comitê: coleta de donativos; ampliação para um comitê municipal, chamando outras instituições e poderes da cidade a participar (poderes legislativo e executivo, associações, sindicatos, universidades, dioceses, entre outros); e a ação mais efetiva no momento, que é o envio de uma delegação de solidariedade para a cidade de Palmares, que fica no limite entre os estados de Pernambuco e Alagoas.

     

    Esta delegação será formada por voluntários de toda a UEPB que se inscreverem para a iniciativa, a exemplo de alunos, técnico-administrativos e docentes. O professor Eduardo Beserra afirmou que o CCBS tentará ajudar aos afetados pela catástrofe  em suas especificidades, posto que conta com profissionais de saúde, a exemplo dos cursos de Enfermagem e Psicologia. “Porém, não sabemos o que vamos encontrar. É uma situação delicada e ao chegar, tentaremos ajudar no que for possível”, afirmou o diretor.

     

     

    Treinamento

     

    Está programada para esta quinta-feira (01), na Sala dos Conselhos da UEPB, um treinamento para os participantes da delegação. Segundo o professor Benjamim, que também é coordenador do Núcleo de Estudos Afro-brasileiros e Indígenas (Neab-í), um dos motivos para a escolha de Palmares, é que além de ter sido uma cidade bastante afetada pelas enchentes, lá se localizava boa parte do histórico Quilombo dos Palmares.

     

    Na primeira reunião, ficou definido que o ouvidor da UEPB, professor Jomar Ricardo, será o coordenador do Comitê, que ainda é composto, a princípio, pelos professores da UEPB, Alberto Coura, diretor do Centro de Educação (CEDUC); Fátima Araújo, pró-reitora adjunta de Ensino de Graduação (PROEG); José Andrade Costa, do Departamento de Psicologia; Eliane Nogueira e Regilene Alves, do Departamento de Enfermagem; José Benjamim, do Departamento de História; e Railda Fernandes, do Departamento de Psicologia.

     

    A delegação partirá neste domingo (04) e ficará na localidade por uma semana. As professoras Railda Fernandes e Eliane Nogueira foram as duas primeiras voluntárias a se apresentar para compor a primeira brigada de solidariedade. Railda também é vice-diretora do CCBS e participou de treinamento da Cruz Vermelha (organização humanitária), na Espanha. A professora Eliane Nogueira coordenou a última missão do Projeto Rondon, que é dirigido pelo Ministério da Defesa, com vistas à integração social e envolve a participação voluntária de estudantes universitários na busca de soluções que contribuam para o desenvolvimento sustentável de comunidades carentes.

     

    O professor Alberto Coura acrescentou que quatro alunos do curso de Pedagogia já confirmaram sua participação na iniciativa, além do docente da UEPB, Inácio Macedo.

     

    Os voluntários interessados devem procurar a unidade departamental da qual fazem parte para o cadastramento, enquanto os donativos podem ser encaminhados, no período das 8 às 17h, aos departamentos da Instituição ou à Direção do CCBS - localizada no campus de Bodocongó da UEPB, Bairro Universitário, em Campina Grande.