João Carlos Gomes toma posse para novo mandato na reitoria da UEPG.

     

    “Quando temos a honra de agradecer à comunidade universitária pela oportunidade de estarmos, nesta solenidade, recebendo oficialmente a autorização para iniciarmos nosso terceiro mandato como reitor da UEPG, destacamos que, em todos os nossos momentos como reitor, o que fizemos foi unir forças em torno da instituição”, disse João Carlos Gomes, durante a cerimônia de posse, presidida por Nildo José Lübke, secretário de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Seti). A solenidade de posse de João Carlos Gomes, como reitor; e Carlos Luciano Sant’Ana Vargas, como vice-reitor, ocorreu no Cine Teatro Pax, na sexta-feira, dia 27, com a participação de autoridades universitárias, civis, militares e políticas, reitores das Universidades Estaduais Paranaenses – e ex-reitores da UEPG. Entre as autoridades, o evento marcou presenças como de Nildo Lübke, representando o governador do Paraná, Orlando Pessutti; Álvaro Miguel Rychuv, diretor geral da Seti (que fez a leitura do termo de posse); e de Pedro Wosgrau Filho, prefeito de Ponta Grossa.

     

    Na oportunidade, João Carlos fez questão de assinalar a presença amiga e solidária de Carlos Luciano Sant’Ana Vargas, que, assume a vice-reitoria da UEPG, pela segunda vez. Eles assumem a Reitoria da UEPG – para mandato de 1º de setembro de 2010 a 31 de agosto de 2014. Para este novo período na administração da UEPG, registraram 89% dos votos válidos na consulta à comunidade universitária, em maio, com a chapa “Todos pela UEPG”. O ato de nomeação ocorreu, em 1º de julho de 2010 (decreto nº 7265), assinado pelo governador Orlando Pesutti, em solenidade realizada durante a Escola de Governo, em Curitiba.

     

    Para os próximos quatro anos, João Carlos Gomes e Luciano Vargas destacam o empenho em consolidar as conquistas já obtidas pela instituição em todos os segmentos – ampliando as modernizações. Também marcam o significado da internacionalização da UEPG, de investimentos na pós-graduação, informatização, novos cursos de graduação, atenção às reivindicações dos campi avançados, educação a distância, e investimentos permanentes na infraestrutura.

     

    Ao fazer uma análise de sua relação histórica com a UEPG, João Carlos agradeceu a oportunidade de estar na instituição como aluno do Curso de Odontologia, professor, pesquisador e Reitor. Ele recordou: “Com 33 anos, tive a honra de chegar à Reitoria da UEPG – foi uma gestão de entusiasmo. Na minha volta à Reitoria em 2006, entendi a importância de a instituição investir na qualificação docente. Hoje, nossa universidade vive um momento novo e de conquistas – são obras e ações que podem ser comprovadas – e que mostram a qualidade de nossa instituição no ensino, na pesquisa, na extensão, no relacionamento com a comunidade, enfim, nos seus compromissos com o ensino superior”.

     

    Também fez questão de destacar que, hoje, a UEPG está presente em 38 municípios no ensino a distância. Enfatizou, ainda, as avaliações positivas que os cursos da UEPG têm recebido do Enade (Exame de Desempenho de Estudantes). Outro ponto salientado, em seu pronunciamento, refere-se à renovação da frota de veículos da instituição - o que significa benefícios para o ensino, a pesquisa e a extensão.

     

    Dos avanços obtidos pela instituição, nos últimos quatro anos, João Carlos registrou que, juntamente com aqueles conquistados por todos os Reitores que fizeram a história da UEPG são a referência da importância da instituição para Ponta Grossa e região, Paraná e Brasil. “Sou um homem privilegiado por estar três vezes como Reitor de uma universidade pública brasileira. Mas, nesse percurso, entendo o significado de minhas responsabilidades e compromissos”. Destacando a sua persistência na busca de apoio político para garantir verbas para a modernização e crescimento das atividades da UEPG, João Carlos enfatizou que “vamos estar constantemente empenhados em lutar, em todas as estâncias, para que a instituição tenha tudo o que merece – diante de sua importância para o ensino superior paranaense e brasileiro”.

     

    Ao longo da cerimônia de posse, em seus pronunciamentos, as autoridades destacaram o significado da UEPG na construção de caminhos de qualidade para o ensino superior. Também registram apoio e estenderam cumprimentos à gestão João Carlos Gomes e Luciano Vargas – que tiveram o aval para a continuidade de seu trabalho à frente da instituição. Nildo Lübke fez um resumo da história – origens dos reitores e do significado das samarras e talares (vestes) que marcam as sessões solenes de posse de Reitor e Vice-Reitor das universidades. Ele enfatizou que, na universidade, se aprende a pensar – e que “o pensamento nos torna humanos e nos deixa o mais próximo possível de Deus”. “É na universidade que aprendemos a fazer, aprender e viver”, disse Nildo Lübke, acrescentando que “desejamos ao Reitor e Vice-Reitor da UEPG que, os próximos quatro anos, estejam voltados para a construção de um Campos Gerais, Paraná e Brasil mais solidário e fraterno”.

     

    “Para nós, que vivemos – um período breve mais rico de experiências como Reitor da UEPG, este momento se reveste de grande significado – pela oportunidade de cumprimentar João Carlos Gomes e Luciano Vargas, que, iniciam novo período na Reitoria da instituição”, assinalou o conselheiro Flávio Guimarães Kalinowski, representante do Conselho Universitário, que, ocupou o cargo de Reitor (no período de afastamento do Reitor e Vice-Reitor da UEPG – para consulta pública), como conselheiro com mais tempo de atividade na instituição. Ele destacou as ações culturais, sociais e pedagógicas que a instituição vem conquistando nos últimos anos. Também enfatizou a maneira firme com que a UEPG enfrenta, historicamente, os desafios que surgem em suas lutas em prol de seu crescimento. “São 40 anos de história de uma instituição jovem e vitoriosa”, registrou ele, enfatizando que “é uma trajetória que segue em direção de seus propósitos, agora, no terceiro mandato de João Carlos Gomes, acompanhado de Luciano Vargas, com a marca ‘Todos pela UEPG’”.

     

     

     João Carlos Gomes assina o termo de posse para seu terceiro mandato à frente da Reitoria da UEPG