Secretário discute saídas para greve na UENF.

    A exclusão dos professores da UENF do reajuste concedido a diversas categorias de servidores estaduais, inclusive ao pessoal técnico-administrativo da própria Universidade, foi fruto de um equívoco da área técnica do governo do Estado. Foi o que admitiu nesta quarta, 01/09/10, o secretário de Estado de Ciência e Tecnologia, Luiz Edmundo Horta Barbosa Costa Leite, durante reunião com membros do Conselho Universitário. Por conta da questão salarial, professores e técnicos-administrativos da UENF estão em greve desde 16 de agosto.

     

    Segundo o secretário, o equívoco consistiu em comparar os salários de professores da UENF - que trabalham em regime dedicação exclusiva (D.E.) - com os vencimentos de professores da Uerj e Uezo que atuam sem a chamada D.E. Luiz Edmundo afirmou que, quando pôde esclarecer a questão com os técnicos do governo, a legislação eleitoral já não permitia a concessão de reajuste a qualquer categoria.

     

    Ao final da reunião, ficou estabelecido que o Conselho Universitário enviará nova correspondência ao governo, desta vez solicitando que seja formalmente caracterizada a Dedicação Exclusiva, que vigora para os docentes da UENF, e o adicional pertinente. Luiz Edmundo se comprometeu a levar a carta ao governador Sergio Cabral num encontro  marcado para esta sexta, 03/09.

     

    “A Dedicação Exclusiva dos professores é um dos pilares do modelo inovador da UENF, e este modelo tem mantido a Universidade entre as 15 melhores do país”, avalia o reitor Almy Junior.

     

    Reconhecimento da UENF

    Luiz Edmundo contou que fez um grande esforço de agenda para estar na UENF, por considerar a importância da Universidade para a região e o Estado. E sugeriu que se aproveite o episódio do impasse salarial para levantar (sem perder o foco na questão mais premente da greve) a discussão de outros temas relevantes para a Universidade, como a autonomia de gestão financeira e a construção de um sistema 'onde haja maior vinculação entre dedicação e remuneração'.

     

    A reunião do Conselho Universitário foi realizada no Auditório do Hospital Veterinário. Excepcionalmente, membros da comunidade que não têm assento no Conselho puderam se manifestar, fazendo perguntas e sugestões ao secretário.