Capes indica avanço nos cursos de pós-graduação da UENF.


     

    Com todos os credenciamentos renovados e dois programas avaliados com conceito 5 ('muito bom'), a UENF recebeu na (15), os resultados da avaliação oficial de sua pós-graduação pela Capes. O balanço referente ao triênio 2007/2009 mostra oito dos 13 programas com conceito 5 ou 4 ('muito bom' ou 'bom') e cinco com conceito 3 ('regular'). Em todas as avaliações cabe recurso.

     

    O conceito 5 foi atribuído a dois programas: Produção Vegetal, que consolida o conceito obtido anteriormente, e Genética e Melhoramento de Plantas, que agora também se credencia a sonhar com a internacionalização e os conceitos 6 ou 7.

     

    O conceito 4 foi atribuído a seis programas: Ciência Animal, Ecologia e Recursos Naturais, Engenharia Civil, Engenharia de Reservatório e de Exploração (que tinha 3 no triênio anterior), Engenharia e Ciência dos Materiais, e Sociologia Política.

     

    Já o conceito 3 foi conferido a cinco programas: Biociências e Biotecnologia,Ciências Naturais, Cognição e Linguagem, Engenharia de Produção e Políticas Sociais.

     

    Para o pró-reitor de Pesquisa e Pós-Graduação da UENF, Edson Corrêa da Silva, a maturidade da pós-graduação da UENF trouxe junto não apenas os avanços de alguns programas, mas também a estabilidade de toda a pós-graduação em termos de regularidade frente à Capes. Papel importante nisto, avalia Edson, cabe às regras internas de credenciamento de professores nos programas, instituídas através de Resolução formatada depois da avaliação do triênio anterior e o forte trabalho de planejamento dos Programas.

     

    O reitor Almy Junior afirma que os ganhos são frutos das políticas implantadas interna e externamente e da atuação de toda a comunidade universitária.