Segundo dia do Fórum apresenta quatro painéis temáticos.


     

    O segundo dia de atividades do 47º Fórum Nacional de Reitores da ABRUEM contou com quatro mesas temáticas. Ontem (21) os palestrantes falaram sobre a ‘Lei de Inovação e Ação Efetiva na FAPEMIG’, o ‘Consórcio entre as IES Mineiras, a criação da Super Universidade’, a ‘Rede Internacional e o Programa Jovens Mineiros Cidadãos do Mundo’ e a Mobilidade e Intercâmbio entre as IES da ABRUEM.’

     

    Os conferencistas foram: Paulo Kleber Duarte Pereira, diretor de planejamento, gestão e finanças da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (FAPEMIG); Luiz Claudio Costa, reitor da Universidade Federal de Viçosa (UFV); Chyara Sales Pereira, superintendente de relações internacionais do Governo de Minas Gerais; Silvia Regina Turcinelli, assessora da pró-reitoria de graduação (UNICAMP).

     

    Paulo Kleber Duarte Pereira abordou a ‘Lei de Inovação e Ação Efetiva da Fapemig’. Na oportunidade, ressaltou a criação de programas de bolsas de incentivo ao desenvolvimento científico e tecnológico voltadas exclusivamente para pesquisadores das instituições estaduais. “Implementamos um trabalho no sentido de fortalecer as instituições estaduais”, disse.

     

    Pereira ainda enfatizou a criação do programa de bolsas de iniciação científica internacional. “A meta é provocar um choque de internacionalização entre os pesquisadores”, afirmou o diretor da Fapemig.

     

    Chyara Sales Pereira ressaltou na mesa temática sobre a ‘Rede Internacional e o Programa Jovens Mineiros Cidadãos do Mundo’. “Observamos detalhadamente as ofertas de cada organismo internacional para atender às principais demandas das administrações diretas e indiretas em Minas Gerais”, destacou a superintendente.

     

    A superintendente também analisou os avanços conquistados na formação acadêmica com o Programa Jovens Cidadãos Mineiros do Mundo. Através dele, estão sendo realizados estágios em centro de excelência tecnológicas do exterior. Mas o processo de ampliação vem acontecendo de forma gradativa, com vistas a atender, além dos universitários, os alunos do ensino técnico, empreendedores públicos e jovens empresários nas áreas de ciência tecnológica, comércio exterior e gestão.