Doenças infecciosas serão debatidas em jornada acadêmica na Unimontes.


    As infecções causadas pelo HIV e outros tipos de vírus, assim como os acidentes com animais peçonhentos e as doenças parasitárias, estão entre os temas relacionados para análise e discussão durante a Jornada Acadêmica de Infectologia/2010, que os alunos e professores do curso de Medicina da Universidade Estadual de Montes Claros (Unimontes) estarão promovendo a partir desta sexta-feira (3), no campus-sede.

     

    A organização é da Liga Acadêmica Norte-mineira de Doenças Infecciosas e Parasitárias (Landip), com o apoio da direção do Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS). A programação se estenderá até o sábado (4), com atividades no auditório do prédio 2, com palestras e mesas redondas. Profissionais e pesquisadores da cidade e região do Norte de Minas também estarão entre os participantes, assim como alunos e docentes de cursos da área da saúde de outras instituições.

     

    “Discutir os temas relacionados às doenças infecciosas e parasitárias é uma forma de ampliar os conhecimentos dos acadêmicos, atendendo os mais diversos setores da área da saúde”, analisa a acadêmica do 8º período, Fernanda Oliveira Lopes, do curso de Medicina da Unimontes e presidente da Landip.

     

    No primeiro dia, as atividades serão iniciadas às 18 horas, com credenciamento e conferência de abertura, a ser presidida pelo vice-reitor da Unimontes e reitor nomeado para a gestão 2010/2014, professor João Canela. Na sequência, ele ministrará a palestra “Principais Doenças Oportunistas em Pacientes com Infecção pelo HIV”. A primeira parte da programação encerra-se com a palestra do médico Anderson Antônio Faria, residente da área de Clínica Médica do Hospital Universitário Clemente de Faria/Unimontes, sobre “Atendimento ao Paciente Vítima de Acidente Ofídico”.

     

    Doenças e diagnósticos

     

    No sábado, às 7h30, haverá a mesa redonda “Doenças Exantemáticas”, com as temas “Varicela e diagnóstico diferencial com doenças exantemáticas papulovesiculares”, “Escarlatina e diagnóstico com doenças exantemáticas maculopapulares” e “Doença de Kawasaki”. Em seguida, acontecerão as palestras “AIDS: epidemiologia, diagnóstico e tratamento inicial com antiretrorivais” e “Resistência bacteriana e uso racional de antimicrobianos”.

     

    A partir das 10 horas, haverá mesa redonda sobre “Febre hemorrágicas – diagnóstico e manejo”, abordando os temas: “Dengue”, “Leptospirose” e “Rickettsioses”. Os trabalhos da parte da manhã serão concluídos às 11 horas, com a palestra “Imunodeficiências na infância: quando suspeitar?”, a ser proferida pelo pediatra e cardiologista infantil José Henrique Duarte Pinto.

     

    Na parte da tarde, as atividades serão reiniciadas às 14h20, com a mesa redonda “Infecções bacterianas comunitárias”, com os temas “Meningoencefalites bacterianas: diagnóstico, tratamento e profilaxia”, “ITU: patogênese, diagnóstico e tratamento” e “Pneumonia adquirida na comunidade – aspectos, diagnósticos e terapêuticos”. Os trabalhos terão continuidade a partir das 15h35, com a conferência “Hepatite C”, seguida de palestras sobre os temas “Hanseníase: estados reacionais” e “Atualizações em tuberculose”.