UNITAU firma convênio com Instituto Coreano de Pesquisa Ferroviária.


     

    A Universidade de Taubaté (UNITAU) assinou neste mês um memorando de entendimento com o Instituto Coreano de Pesquisa Ferroviária (KRRI). O acordo firmado pela universidade com o presidente do Instituto, Sung Kyou Choi, envolve alguns aspectos importantes para o projeto de implementação de ferrovias, como intercâmbio pessoal para alunos e professores. Além disso, também favorece o desenvolvimento de pesquisas conjuntas, criação de um programa de Engenharia Ferroviária na UNITAU, relatório de pesquisas, publicações, convites para seminários e simpósios, visitas técnicas, pesquisas colaborativas, além de incentivo a testes e certificações pessoais na área de ferrovias.

     

    Com o papel de formação e qualificação pessoal, a Universidade entrará com a parte de desenvolvimento tecnológico e pesquisa aplicada. O projeto, que já está em andamento, tem a finalidade de estabelecer uma cooperação de longa duração sobre a implementação de sistemas ferroviários no Brasil, transferindo tecnologia para a Universidade ao mesmo tempo em que envolve os seus alunos. A ideia é que, no futuro, a UNITAU crie novos cursos de nível superior e técnico dentro da área de sistemas ferroviários e que possa formar pesquisadores. 

     

    É a terceira vez que o presidente do Instituto Coreano vem ao Brasil com o objetivo de implementar ferrovias – a mesma visita já foi realizada em São Paulo e no Rio de Janeiro. Na visita à UNITAU, o presidente do Instituto convidou o reitor da instituição, prof. dr. José Rui Camargo, para uma visita técnica à Coreia, a fim de explorar as potencialidades do projeto. “A Universidade de Taubaté acredita que parcerias como essa são importante e positivas porque unem o conhecimento acadêmico e científico com a realidade do mercado de trabalho”, afirma o reitor.