Ministério Público Estadual busca parceria com a Unimontes para fortalecer a defesa do patrimônio.



    O Ministério Público Estadual (MPE) busca a parceria da Universidade Estadual de Montes Claros (Unimontes) no sentido de otimizar suas ações em defesa do patrimônio. O assunto foi discutido em encontro entre o promotor Paulo Márcio da Silva, da Promotoria Regional de Defesa do Patrimônio Público do Norte de Minas, e o reitor João dos Reis Canela, nessa segunda-feira (14), na sede da reitoria.

     

    A reunião contou também com a participação do representante da Secretaria de Estado da Fazenda, Coriolando Ribeiro Afonso; e do procurador-chefe da Unimontes, Henderson Geraldo Teixeira Ogando.

     

    Na oportunidade, o promotor Paulo Márcio da Silva destacou que a intenção do MPE é contar com a parceria da Unimontes a fim de que a instituição possa disponibilizar seu corpo técnico para atuar em atividades especializadas do trabalho de investigações e do combate às irregularidades no serviço público.

     

    Ainda foi discutida a possibilidade do envolvimento de estagiários dos diversos cursos de graduação nas ações do Ministério Público de Minas Gerais.

     

    “Os recursos técnicos do Ministério Público são limitados. Isso, por muitas vezes, retarda os nossos trabalhos. Já a Universidade dispõe de recursos humanos e técnicos permanentes, que podem suprir as nossas demandas no sentido de garantir o zelo na gestão pública, combatendo a improbidade administrativa e outras irregularidades”, afirmou o promotor Paulo Márcio.

     

    Evento Regional

    Ficou acertado que a Unimontes e o Ministério Público Estadual organizarão o 1º Fórum de Discussão de Defesa do Patrimônio Público do Norte de Minas. A idéia é para que, após a realização de evento na sede da universidade, com palestras e debates, será implantado um fórum permanente sobre o tema em nível regional.

     

    O reitor João Canela ressaltou a importância da parceria. Destacou a importância da atuação do MPE na defesa do patrimônio público. “A universidade, como uma entidade pública, abraça todas as causas em prol do bem da coletividade. Neste caso, a parceria ganha maior relevância por se tratar de uma instituição respeitada e reconhecida como é o Ministério Público”, afirma o reitor.