UEPB tem quatro projetos e um programa de extensão somando mais de R$500 mil e aprovados pelo MEC.

     

     

    Após participar do edital 04/2011, publicado pelo Ministério da Educação (MEC) no início do ano e superar uma concorrência de mais de 1600 propostas enviadas por universidades públicas de todo o país, a UEPB obteve a aprovação de quatro programas e um projeto de extensão, o que resultará no recebimento de um recurso de R$ 519.137,38.

     

    A notícia foi recebida nesta segunda-feira (06) pela Pró-Reitoria de Extensão e Assuntos Comunitários (PROEAC), setor responsável por coordenar estas atividades desenvolvidas na Instituição. Dos sete projetos enviados em áreas diversas da graduação, cinco foram aprovados, resultado que, de acordo com a pró-reitora de Extensão, Maria Aparecida Barbosa Carneiro, “atende satisfatoriamente as expectativas da Universidade”.

     

    Entre as linhas temáticas aprovadas pelo Programa de Extensão Universitária (ProExt) do MEC, foram contemplados trabalhos da UEPB nas áreas de Educação, Tecnologia para Desenvolvimento Social, Promoção de Saúde e, por fim, Redução das Desigualdades Sociais e Combate à Extrema Pobreza.

     

    O ProExt tem o objetivo de apoiar as instituições públicas de ensino superior no desenvolvimento de programas ou projetos de extensão que contribuam para a implementação de políticas públicas, abrangendo, principalmente, a extensão universitária com ênfase na inclusão social.

     

    Para a professora Aparecida Carneiro, essa conquista é extremamente importante para enfatizar a consolidação da UEPB. “Primeiro pelo reconhecimento do trabalho que vem sendo feito pela Extensão da Universidade, em segundo lugar pela alocação de recursos e aporte externo que alavancam as ações de extensão voltadas para a comunidade, contemplando não só Campina Grande, mas também outros municípios. Um terceiro fator é a capacitação de alunos e maior experiência para professores, que sempre aprendem um pouco mais, sobretudo quando interagem com a comunidade nesta troca de saberes”, explicou a professora.

     

    Projetos aprovados

     

    No total, quatro programas interdepartamentais da UEPB foram aprovados, recebendo financiamentos que vão de R$70 a R$149 mil.

     

    As iniciativas aprovadas referem-se a “Educação, Leitura e Arte: por um diálogo entre a cultura popular e a Universidade” (R$ 149.630,46), coordenado pelo professor Jomar Ricardo da Silva e ao “Programa Laboratório Itinerante da PROEAC/UEPB: uma estratégia para disseminação de tecnologias sociais, promoção de saúde e qualidade de vida” (R$ 70.316,64), sob coordenação da professora Josefa Josete da Silva Santos. E ainda “Programa Universidade Aberta no Tempo Livre” (R$ 127.238,90), encabeçado pela professora Maria Goretti da Cunha Lisboa, e “‘Se Maomé não vai à montanha, a montanha vai à Maomé’: Implantação do Programa Consultório de Rua, escola na lógica da atenção integral a saúde e da redução de danos na cidade de Campina Grande – PB”, coordenado pela professora Jadcely Rodrigues Vieira.

     

    Além dos programas, o projeto de extensão “Empreendedorismo Social: geração de renda em comunidades periféricas no município de Campina Grande – PB”, na ordem de R$30.366 e coordenado pelo professor Geraldo Medeiros Junior, foi aprovado pelo ProExt do Governo Federal.