Candidatos à reitoria da UEMS votaram pela manhã.

     

     

    Os quatro candidatos que compõem as chapas “Somos UEMS” e “UEMS para Todos” votaram nesta manhã, por volta das 9h30 e 10h. O clima de cordialidade entre as chapas e os votantes deu o tom deste 2º turno. Técnicos, docentes e acadêmicos comparecem às urnas, apesar da chuva e do tempo frio.

     

    Trajetória e expectativas

    Durante a manhã, em conversa com os candidatos, relembramos a trajetória da campanha e os questionamos quanto às expectativas para a Universidade, independente do resultado das urnas, que sai apenas no domingo.

     

    O candidato da chapa 5, Dalton Queiroz, apontou ter sido muito gratificante esse tempo de campanha, segunda vez em que concorre à reitoria. “O principal foi conhecer as pessoas. O contato humano foi o que mais valeu”, destacou. Quanto ao futuro da UEMS, Dalton disse esperar que a UEMS seja mais equânime. “Que tenha mais igualdade de oportunidades, não haja privilégios para grupos, que as Unidades não se sintam abandonadas, nem as categorias”. Ele encerrou dizendo que “o sucesso da UEMS é o nosso sucesso”.

     

    O candidato da chapa 9, Fábio Edir, enfatizou o aprendizado conquistado nesse período eleitoral. “Pudemos conhecer mais a UEMS, os anseios da comunidade”. Fábio deu destaque ao comportamento dos servidores e acadêmicos. “Em nenhum local em que fomos, alguém veio pedir favorecimentos pessoais. As pessoas querem o fortalecimento institucional e melhorar suas condições de trabalho, isso demonstrou o comprometimento que têm com a UEMS”, ressaltou. Quanto às expectativas, o candidato disse esperar uma “UEMS mais forte, mais presente na sociedade, mais reconhecimento dos governantes, mais dinamismo e compromisso social mais efetivo”.