Reitora da UEPB participa do encerramento do II Festival Internacional de Música de Campina Grande.

     

    Com a apresentação do “Réquiem para um trombone”, de composição do regente campinense Eli-Eri Moura, o II Festival Internacional de Música de Campina Grande foi concluído com uma homenagem em memória do músico paraibano Radegundis Feitora. O último dia do espetáculo ocorreu no último sábado (09), no Teatro Municipal Severino Cabral, e contou com a presença da reitora da Universidade Estadual da Paraíba, Marlene Alves, para o discurso de encerramento.

     

    Em suas palavras de congratulação, Marlene parabenizou todos os participantes, dentre músicos, convidados e o público, pela riqueza cultural vivenciada durante os seis dias do evento. Marlene também destacou o sucesso do Festival que a cada ano vem superando as expectativas, sendo resultado de um grandioso corpo musical e da impecável organização. “E nada mais oportuno e essencial para a cultura paraibana que tornar este evento fixo e contínuo no calendário da cidade”, complementou a reitora.

     

    A homenagem a Radegundis foi apresentada pelo Coro e Orquestra do Festival, que teve como regente Vladimir Silva e destaques solos a soprano Marília Álvares, o trombonista Jean Márcio e o pianista José Henrique Martins, executando peça musical com referências a textos litúrgicos cristãos.

     

    A programação encerrou com a execução da animada banda Campina Jazz Band, composta por alunos da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG), com um repertório repleto de canções clássicas de Vinícius de Moraes, Jackson do Pandeiro, Tom Jobim e os internacionais Joe Garland e Andy Razaf, dentre outros.