Professora da Unimontes premiada na Reunião Anual da SBPqO.

     

    A professora Lívia Maris Ribeiro Paranaíba, integrante do corpo docente do departamento de Odontologia e colaboradora do Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde da Universidade Estadual de Montes Claros (Unimontes), foi premiada durante a 28ª Reunião Anual da Sociedade Brasileira de Pesquisa Odontológica (SBPqO), realizada em setembro, em Águas de Lindóia (SP). Ela obteve o 1º lugar na categoria “Apresentação Oral da Área 7 – Patologia Oral”.

     

    O estudo premiado representa parte de sua tese de doutorado defendida no segundo semestre do ano passado, na Faculdade de Odontologia de Piracicaba (FOP), ligada à Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). O trabalho é intitulado “Associação de polimorfismos gênicos em brasileiros com fissura labial e/ou palatina não-sindrômica” e contou, ainda, com a participação dos professores Mário Sergio Oliveira Swerts, Hercílio Martelli Júnior e Ricardo Della Coletta.

     

    De acordo com Lívia Maris Paranaíba, o estudo é parte de uma parceria entre a FOP-Unicamp, a Universidade Estadual de Montes Claros e a Universidade de Alfenas (Unifenas). A premiação foi de R$ 1,5 mil para os autores e de R$ 5 mil para a instituição – representada em produtos odontológicos.

     

    Ainda conforme explica a pesquisadora, o trabalho premiado na Reunião Anual da SBPqO “aborda as variações polimórficas em genes relacionados ao desenvolvimento crânio-facial”. E completa: “durante o estudo, foram analisados cinco genes e foi identificado que um deles apresentava o polimorfismo ligado à proteção do desenvolvimento da fissura lábio palatina. Esse gene é chamado TBX1 e está relacionado a uma síndrome, chamada de Síndrome da deleção 22q11.2”.