Professor da Unioeste irá ministrar conferências na Europa.

     

     

    O professor Affonso Celso Gonçalves Jr. do Centro de Ciências Agrárias do Câmpus de Marechal Cândido Rondon da Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste) embarca no próximo dia 13 de março para a Europa onde ministra conferências e efetiva parcerias científicas na área de Ciências Ambientais.

     

    O convite partiu das instituições portuguesas e espanholas em virtude dos inúmeros trabalhos científicos que o professor Affonso tem realizado nos últimos anos na área de Ciências Ambientais, mais especificamente com relação aos trabalhos de remediação e descontaminação de águas e solos contaminados por agrotóxicos e metais pesados tóxicos.

     

    A equipe, coordenada pelo professor Affonso, conta com a participação de inúmeros acadêmicos de doutorado, mestrado e iniciação científica que, sob sua orientação direta, desenvolvem trabalhos científicos de descontaminação de compartimentos ambientais (águas e solos) utilizando materiais adsorventes alternativos e sustentáveis provenientes de atividades agroindustriais.

     

    Programação

     

    O professor Affonso estará de 14 a 16 de março na Universidade do Porto (Portugal), de 17 a 20 de março na Universidade Autônoma de Barcelona (Espanha) e de 20 a 24 de março na Universidade Técnica de Lisboa (Portugal). Neste período, ele realiza visitas técnicas e ministra conferências nestas universidades sobre o tema “Sistemas de Produção Sustentáveis” ao mesmo tempo em que estará buscando parcerias científicas para futuros projetos.

     

    Já no ano passado, o professor havia sido convidado pela Universidade de Santiago de Compostela (Espanha) para visitar a referida Universidade e ministrar algumas conferências com apoio do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) que financiou aquela missão científica, a qual culminou com a assinatura de convênios e parcerias científicas entre as duas Universidades.

     

    De acordo com o professor Celso Gonçalves, “certamente estas visitas científicas trarão novas parcerias científicas e tecnológicas entre os grupos de pesquisa envolvidos e muitos serão os trabalhos que estarão sendo desenvolvidos como frutos desta experiência, o que refletirá também na formação dos recursos humanos, como mestres, doutores e pós-doutores da Unioeste”.