Parceria entre Unimontes e Ministério Público cria projeto 10envolver.


     

    Lançado oficialmente Projeto “10envolver”, uma iniciativa da Coordenadoria de Inclusão e Mobilização Sociais (Cimos) do Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), que tem a Universidade Estadual de Montes Claros (Unimontes) como uma de suas parceiras. Em solenidade na Capital Mineira, foi assinado o termo de cooperação técnica entre as instituições conveniadas, que contou com a presença do reitor da Unimontes, João dos Reis Canela.

     

    A proposta do projeto que irá atuar nos dez municípios de menor Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) de todo Estado é de incrementar as ações de participação popular por meio de programas sociais. Pelo convênio assinado, a Unimontes atenderá às cidades de sua área de atuação: Bonito de Minas, Fruta de Leite, Gameleira, Indaiabira e Pai Pedro – através de diagnósticos socioambientais. O trabalho será executado a partir de abril por professores do curso de Serviço Social e do mestrado em Desenvolvimento Social.

     

    Também são parceiras do programa a Universidade Federal de Juiz de Fora, Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri, Universidade de Itaúna e o Colégio Técnico da Universidade Federal de Minas Gerais.

     

    O coordenador da Coordenadoria de Inclusão e Mobilização Sociais (Cimos) do MPMG, promotor de Justiça Paulo César Vicente de Lima, explica que o projeto busca a sinergia institucional, com a integração do Ministério Público e das universidades. "O caminho escolhido foi contribuir para o fomento do capital social e, a partir desse capital, promover o desenvolvimento local", disse.

     

    Como funcionará

     

    O Ministério Público escolheu dez municípios com os menores índices de acordo com os dados apresentados pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD)/2000. O índice se baseia no pressuposto de que, para aferir o desenvolvimento de uma população, não se deve considerar apenas a dimensão econômica, mas também outras características sociais, culturais e políticas que influenciam a qualidade da vida humana.

     

    Desse modo, o PNUD, que é a rede global de desenvolvimento da Organização das Nações Unidas, mede e divulga, desde 1990, o IDH de milhares de municípios do mundo inteiro. A partir do diagnóstico social dos dez municípios mineiros de menor IDH e dos seus respectivos relatórios, o grupo de pesquisa tem possibilidade de apresentar projetos de ações direcionados para atender as necessidades sociais dessas populações.