Professor da UEMS representa MS em conferência sobre Geoparks no Japão.

     

    De 12 a 15 de maio acontece a 5ª Conferência Internacional de Geoparks na cidade de Kyushu, no Japão, reunindo representantes de diversos países. Mato Grosso do Sul será representado pelo coordenador de Educação Ambiental e Turismo e professor da UEMS, Afrânio Soriano, que segue com a expectativa de receber a confirmação do aceite do Geopark Bodoquena-Pantanal no grupo que integra a Global Geopark Network.

    O diretor-presidente da Fundação de Apoio ao Desenvolvimento do Ensino, Ciência e Tecnologia do Estado de Mato Grosso do Sul (Fundect), Marcelo Turine, ressalta a importância do reconhecimento mundial do Geopark Bodoquena-Pantanal. Segundo Turine, este aceite será o reconhecimento das riquezas que a região possui, além de contribuir com o desenvolvimento científico da região, principalmente com relação ao investimento em pesquisas.

    Para o presidente da Conferência, Kazuo Oike, o evento vai possibilitar o intercâmbio de informações e reforçar a cooperação entre os afiliados. “Oferece a oportunidade de promover uma maior compreensão da Terra e de seus processos através de geoparks”, afirma.

    Integra o Geopark Bodoquena-Pantanal 45 geossítios cadastrados e catalogados, envolvendo uma área de mais de 20 mil m2 das regiões oeste e sudoeste de Mato Grosso do Sul, compreendendo os municípios de Anastácio, Aquidauana, Bela Vista, Bodoquena, Bonito, Caracol, Corumbá, Guia Lopes da Laguna, Jardim, Ladário, Miranda, Nioaque e Porto Murtinho.