Terceiro dia do Fórum discute a qualidade e as perspectivas futuras para o ensino superior brasileiro.

     

    No terceiro dia do 50º Fórum Nacional de Reitores da Associação Brasileira de Reitores das Universidades Estaduais e Municipais (ABRUEM) as rodadas de palestras abordaram a qualidade e as perspectivas do ensino superior brasileiro, focando em ações como o Programa Ciência Sem Fronteiras.

    A primeira palestra do dia tinha como tema Os caminhos da ciência, tecnologia e o Programa Ciência sem Fronteiras e foi proferida pelo presidente do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), Glaucius Oliva. O Programa, lançado no dia 26 de julho de 2011, é um projeto do Governo Federal que busca promover a consolidação, expansão e internacionalização da ciência e tecnologia, da inovação e da competitividade brasileira por meio do intercâmbio de alunos de graduação e pós-graduação e da mobilidade internacional.

    Ainda pela manhã, reitores de todo o Brasil puderam debater sobre as perspectivas da educação superior com a palestra do secretário da Educação Superior (Sesu), Amaro Pessoa Lins e ações de Ensino Médico por meio da palestra de Mozart Sales, secretário de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde.

    Na parte da tarde, Maria Madalena Pessoa Guerra, representante Estadual do Programa de Pós-graduação de Biotecnologia da Rede Nordeste de Biotecnologia (Renorbio), proporcionou um debate sobre a Construção de redes interinstitucionais no ensino, pesquisa e extensão/experiência Renorbio. No mesmo período, Luciane Stallivieri - diretora da Assessoria de Relações Internacionais da Universidade de Caxias do Sul abordou o tema Revalidação e mobilidade acadêmica.

    O evento realizado pela ABRUEM em parceria com a Universidade de Pernambuco (UPE) acontece no Dorisol Recife Grand Hotel, em Piedade, Jaboatão dos Guararapes. O encontro termina hoje (26/05) com atividades culturais em Olinda e Recife.