Delegação brasileira participa de reunião com o Conselho de Reitores da Coréia do Sul (KCUE).


    No dia 27 de junho, penúltimo dia da Missão Internacional da Associação Brasileira dos Reitores das Universidades Estaduais e Municipais (ABRUEM), os representantes das Instituições Superiores brasileiras ligadas a Associação participaram de uma reunião na parte da manhã com os representantes do Conselho de Reitores das universidades coreanas.

    A recepção à comitiva foi feita pelo presidente do Conselho, Suh Geosuk, que também é reitor da Chonbuk National University. Também participaram da atividade o secretário geral do órgão, Lee Wongnun; e os presidentes (reitores) da Universidade Nacional de Chungnam, Sang Chul Jung; da Universidade de Ciência e Tecnologia de Seul; Keun Namkoong; Universidade de Gyeongsang, Ki Kwon Soon; Universidade de Mokpo, Seok Kyu Ko; Universidade de Hanba, Won Mook Lee; Universidade de Yougsan, Guwuck Bu; e Universidade Wonkwang, Se Hyun Jeong.

    Durante o encontro, foi destacado tanto o interesse das universidades coreanas como das universidades brasileira da ABRUEM em aumentar o intercâmbio acadêmico, permitindo que mais alunos brasileiros venham a estudar nas universidades coreanas, como também alunos das universidades coreanas possam ir ao Brasil.

    Segundo explica o reitor da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG) e presidente da ABRUEM, João Carlos Gomes, todos os reitores, tanto brasileiros, quanto sul-coreanos, presentes na reunião apresentaram individualmente as áreas de interesse de intercâmbio de suas universidades. “Ficou definido que será assinado um Termo de Cooperação entre a ABRUEM e o KCUE, com o intuito de ampliar o intercâmbio entre alunos e professores”, destacou João Carlos.

    De início, foi proposta e definida, pelas duas entidades, a oferta de um curso de língua portuguesa para alunos coreanos no Brasil e outro curso de língua coreana para brasileiros que pretendem estudar na Coréia. “Denominados cursos de verão, no período de férias escolares, os cursos terão duração de no máximo dois meses”, explica o reitor, observando que, na maioria das vezes, a questão da língua se apresenta como o principal impeditivo nesse processo de intercâmbio. “Temos que eliminar essa barreira”, complementou João Carlos.

    A Coréia do Sul possui 232 universidades. “Hoje temos aproximadamente 280 alunos brasileiros estudando em 11 universidade coreanas. Queremos que após a visita da Comitiva da ABRUEM às principais universidades  da Coréia do Sul, divulgando o potencial acadêmico de nossas universidades, aumentem esse número consideravelmente", afirmou João Carlos Gomes.

    No final do encontro, João Carlos Gomes cumprimentou os reitores coreanos presentes pela qualidade das universidades sul-coreanas visitadas, bem como, destacou o interesse que um número maior de alunos brasileiros venham estudar na Coréia do Sul através do Programa Ciência Sem Fronteira. O presidente do KCUE, reitor Suh Geosuk, destacou que este encontro entre reitores dos dois países foi muito importante e que com certeza trará grandes resultados para as universidades.

    No período da tarde, após uma viagem de aproximadamente 1h30 a delegação da ABRUEM teve a oportunidade de conhecer as instalações da Fábrica DOOSAN, que é ligada a Universidade de CHUNG-ANG. Essa instituição será visita amanhã pelos brasileiros. Esse evento marca o último dia da Missão Internacional 2013 da ABRUEM  na Coréia do Sul.

     

     

     Comitiva brasileira durante encontro com o Conselho de Reitores da Coréia do Sul (KCUE)

     

    Delegação da ABRUEM durante visita a Fábrica DOOSAN, na Coréia do Sul