Comissão reduz contrapartida das IES estaduais à União.

     


    A Comissão de Orçamento da Câmara Federal aprovou proposta apresentada pela Comissão de Educação da Casa para a redução da contrapartida no repasse de recursos da União para as universidades estaduais e municipais. A informação foi repassada pelo deputado federal Alex Canziani, vice-presidente da Comissão de Educação, durante o 53º Fórum Nacional de Reitores da Abruem (Associação Brasileira de Reitores das Universidades Estaduais e Municipais), em Foz do Iguaçu. “O percentual da contrapartida será de 0,1%”, informa o deputado autor da emenda à LDO, destacando o empenho do relator da matéria na Comissão de Orçamento, deputado Danilo Forte, em atender à reivindicação das instituições filiadas à Abruem. “A matéria ainda deverá passar pela votação em plenário, com aprovação já assegurada”.

    O reitor da Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG), professor Carlos Luciano Sant’Ana Vargas, presente no Fórum da Abruem, agradeceu pessoalmente o trabalho do deputado Alex Canziani na Câmara Federal, em prol das causas das universidades estaduais e municipais. “Para nós, a redução do percentual da contrapartida tem enorme significado”, afirma Luciano Vargas, lembrando que todos os anos os reitores empreendem inúmeras viagens a Brasília, na busca de recursos para investimento, principalmente, em infraestrutura. “Em alguns casos, a conquista da verba pode significar uma dor de cabeça a mais para as instituições, que não dispõem de dinheiro para a contrapartida, que pode chegar a até 20%”.

    Na sua participação no Fórum de Reitores, o deputado Alex Canziani ainda parabenizou o professor João Carlos Gomes, que deixou a reitoria da UEPG e também a presidência da Abruem para, a convite do governador Beto Richa, assumir o cargo de secretário de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior. “Com certeza o reitor João Carlos vai desenvolver um grande trabalho em prol da educação superior do Paraná”, disse o parlamentar, destacando uma das principais bandeiras empunhadas pelo ex-reitor da UEPG, que a inclusão das universidades estaduais e municipais no Orçamento da União. “Constitucionalmente, cabe à União prover o ensino superior. É justo, portanto, que o governo ajude no custeio dessas instituições mantidas por estados e municípios”.


    POSSE E HOMENAGENS

    Na abertura do 53º Fórum de Reitores, em Foz do Iguaçu, na quarta-feira (23), o ex-reitor da UEPG, professor João Carlos Gomes, transmitiu o cargo de presidente da Abruem ao vice-presidente da entidade, reitor Carlos Fernando de Araújo Calado, da Universidade de Pernambuco (UPE). No seu discurso de posse, o novo presidente disse que está focado em três metas. “Quero dar sequência ao trabalho que vinha sendo feito com o professor João Carlos Gomes. Também quero dar atenção a esse objetivo de inclusão das universidades estaduais e municipais no Orçamento da União, com repasses proporcionais a 10% do valor investido pelo governo por aluno/ano no ensino publico federal. A terceira meta é o fortalecimento das nossas instituições, levantando questões para a melhoria da qualidade da educação superior”.

    João Carlos Gomes reforçou o compromisso das instituições com o desenvolvimento do país, especialmente no interior, e creditou a elas a conquista de uma secretaria estadual para um representante das universidades públicas. “Sou um representante das Instituições de Ensino Superior junto ao governo do Estado”, ponderou o secretário. Com a comunidade universitária presente em Foz do Iguaçu, assumiu o compromisso de lutar por recursos e projetos para as universidades junto ao Governo Federal. Também apresentou números da sua secretaria. As universidades paranaenses, contam com mais de 97 mil alunos de graduação, distribuídos em 401 cursos, sendo 16 deles a distância.

    O presidente da Associação Paranaense de Instituições de Ensino Superior Público (Apiesp), reitor Aldo Nelson Bona, da Universidade Estadual do Centro-Oeste do Paraná (Unicentro), recebeu homenagem pela organização do evento juntamente com as universidades estaduais do Paraná (UEL, UEM, UEPG, UNIOESTE, UNICENTRO, UENP e UNESPAR). Ainda receberam a medalha e o diploma de associado honorário da Abruem, os ex-reitores professor Milton Marques de Medeiros, da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte, representado pelo reitor Pedro Fernandes; a professora Marília Brasil Xavier, da Universidade do Estado do Pará; e o professor Eduardo Meneghel Rando, da Universidade Estadual do Norte do Paraná, representado pelo Reitor Rinaldo Bernadelli Júnior. O ex-reitor da Unioeste, Alcibíades Luiz Orlando, que faleceu em 2012, foi homenageado em reconhecimento por sua contribuição e dedicação à educação brasileira. A família do ex-reitor recebeu a homenagem.

     

    Participam do Fórum 32 reitores e cerca de 130 dirigentes de 38 instituições, além de autoridades políticas e empresariais. A programação se encerra nesta sexta-feira, com os debates da Câmara de Apoio Técnico da Extensão. O sábado está reservado para atividades culturais.