Unicentro e Prefeitura de Guarapuava reinauguram Museu de Ciências Naturais

     

    Fonte: ASCOM/UNICENTRO

    O Museu de Ciências Naturais de Guarapuava abriu as portas em 1997 e durante 15 anos os visitantes puderam conferir um vasto acervo de paleontologia, geologia e zoologia, mas em 2012, o local precisou ser desativado devido à necessidade de mais segurança para as peças. Foram mais de dois anos de reforma. Tempo em que cada cantinho foi especialmente pensado para abrigar artefatos raros e que, a partir de agora, com a reinauguração do espaço, estarão novamente disponíveis para visitação. “Tivemos aqui praticamente uma nova construção, foi mais do que uma revitalização. Os espaços foram feitos de forma adequada e a universidade complementou com a organização dos espaços. É uma satisfação muito grande para nossa instituição reinaugurar o museu”, afirmou o reitor da Unicentro, Aldo Nelson Bona.

    A cerimônia de reabertura do museu contou com as presenças de representantes da Unicentro e de autoridades municipais. Com o descerramento das placas, as salas foram liberadas para visitação. Nelas, é possível encontrar objetos raros e que vêm de diversos lugares do Brasil e do mundo. “Quando o visitante chegar aqui, vai sentir uma grande diferença principalmente na estrutura. Temos algumas novidades no que se refere aos objetos, como algumas conchas que chegaram do Havaí. Então a população vai ter, de novo, o patrimônio que era dela e que a universidade e o município são os guardiões”, destacou o diretor do museu, Maurício Camargo.

    A administração do local e a gestão do acervo permaneceram sob a responsabilidade da Unicentro, mas o espaço onde está localizado pertence à Prefeitura de Guarapuava. As obras de revitalização, que permitiram que o museu voltasse a funcionar, já estavam planejadas desde o início da atual gestão do município. Por isso, a prefeitura assumiu integralmente as custas da reforma. “Nós começamos a fazer uma série de esforços financeiros para conseguirmos a restauração dessa estrutura que foi inteira reformulada. Fizemos a substituição de todo o telhado, a cobertura, o piso, toda a estrutura foi readequada para que, então, pudéssemos reintegrar esse acervo maravilhoso. Saímos daqui hoje muito felizes, com a certeza de que estamos dando uma grande contribuição para a preservação desse patrimônio e, acima de tudo, para a formação dos estudantes, para viabilização da pesquisa”, ressaltou o prefeito Cesar Silvestri Filho.

    A parceria entre a Unicentro e a Prefeitura tem gerado frutos positivos. A retomada das atividades do museu, por exemplo, vai permitir a oferta de uma boa estrutura aos visitantes e também aos acadêmicos, já que proporciona um vasto campo de pesquisa e trabalho. De acordo com o diretor do campus Cedeteg, Juliano Tadeu Vilela de Resende, a diversidade encontrada dentro do museu atende a necessidade de vários cursos e irá colaborar para a formação dos acadêmicos. “Além de ser um laboratório de ensino onde nós temos o setor de geologia, que atende as necessidades dos cursos de Geografia e Biologia, temos também a parte entomológica, que atende as áreas de Biologia e Agronomia. Isso vem a acrescentar na formação dos nossos profissionais tanto na área de ensino e também na área de pesquisa”, afirma.

    O Museu de Ciências Naturais de Guarapuava já está aberto e preparado para receber os visitantes. O funcionamento é de segunda a sexta-feira, das 9h às 12h e das 13h às 18h. As visitações precisam ser agendadas na Secretaria Municipal do Meio Ambiente, pelo telefone (42) 3624-2214.