Fórum de Reitores, Missão Internacional e Câmaras Técnicas discutidos na primeira reunião administrativa de 2017

    Os dirigentes das instituições de ensino superior afiliadas a Associação Brasileira dos Reitores das Universidades Estaduais e Municipais (Abruem) se reuniram, em Brasília, na nova sede da entidade, pela primeira vez. A reunião administrativa de fevereiro de 2017 foi realizada na última quarta-feira (22) e contou com uma pauta ampla.

    Um dos assuntos deliberados foi a indicação para a criação de duas novas Câmaras Técnicas – a CT de Gestão, Governança e Legislação e a CT das Universidades Municipais. “Nós aprovamos a proposta que, agora, deverá ser amplamente debatida no 60. Fórum Nacional de Reitores das Abruem, que será realizado no mês de maio, na Paraíba. Lá é que a proposta de criação será apreciada”, relatou o presidente da Abruem, reitor Aldo Nelson Bona (Unicentro). Ainda em relação ao encontro dos reitores desse primeiro semestre, foi discutido e definido o tema central das discussões: “Governança pública: transparência e controle social na gestão do Ensino Superior”.

    A Missão Internacional de 2017 promovida pela Abruem também foi tema de discussões na reunião. A Embaixada da Austrália em Brasília enviou, formalmente, o convite para as universidades associadas participarem da viagem de troca acadêmica e científica, que se dará entre os dias 02 e 13 de outubro. Segundo o conselheiro de Educação e Ciência da Austrália para a América Latina, Niclas Jonsson, “essa será uma oportunidade única para mapear oportunidades de cooperação com as universidades australianas. Nosso país já reconhece o Brasil como um dos parceiros prioritários para o desenvolvimento de parcerias nos campos da ciência e da inovação”.

     

    Para que a viagem seja produtiva e traga resultados para as universidades afiliadas, a Abruem, constantemente, está negociando com a Embaixada da Austrália o roteiro de visitas técnicas. “A missão tem como objetivo discutir novas possibilidades de cooperação entre as universidades brasileiras e as australianas que proporcionem o aprimoramento e a internacionalização da educação superior dos dois países, com foco principal no apoio ao desenvolvimento de pesquisas bilaterais, no  aprimoramento  do ensino  do  inglês  nas  universidades  estaduais e municipais brasileiras e na criação de novos mecanismos de mobilidade docente, discente e de corpo técnico”, explicou o presidente da Associação de Reitores.

     

    Nesse sentido, a secretaria executiva da Abruem apresentou uma proposta preliminar de programação para apreciação dos reitores associados, contendo visitas técnicas e reuniões de trabalho nas cidades de Sydney, Camberra, Melbourne, Hobart e participação na Conferência Australiana de Educação Internacional. As sugestões de alteração, acréscimo ou supressão de itens na programação, visando o estabelecimento e o fortalecimento de acordos devem ser enviadas para a secretaria da Associação.

    Ao mesmo tempo em que apresenta demandas à Embaixada, a Abruem também tem recebido solicitações do Departamento de Educação australiano. Um deles refere-se  aos procedimentos de viagem, por isso é preciso que as instituições confirmem, ou não, o interesse em participar da missão. Por isso, a secretaria enviou aos reitores um e-mail com informações detalhadas sobre a viagem e, também, uma ficha de inscrição que precisa ser devolvida preenchida para os e-mail abruem@abruem.org.br ou abruem@gmail.com até, no máximo, dia 10 de março.