Unimontes participa da 2ª edição do Projeto "Caminhos Gerais"

     

    Através de ações extensionistas e voluntárias desenvolvidas por professores e acadêmicos, nas áreas de saúde, esporte, lazer, cultura e cidadania, a Universidade Estadual de Montes Claros está participando da segunda edição do projeto ‘Caminhos Gerais’, em parceria com a Associação Brasileira dos Criadores do Cavalo Mangalarga Marchador (ABCCMM), com o apoio do Ministério do Turismo. As atividades tiveram início no último dia 22 de fevereiro, na cidade de Curvelo, região central de Minas Gerais, e se estenderão até o final de julho.
    No ano passado, a Unimontes também participou do projeto, sendo atendidas cerca de 40 mil pessoas em nove municípios do Norte de Minas, Vale do Jequitinhonha e Região Metropolitana de Belo Horizonte.
    Em nível regional, o projeto “Caminhos Gerais” será desenvolvido entre fevereiro e julho, com quatro roteiros, sob a temática do biodiesel, uma vez que o Norte de Minas apresenta elevado potencial para a produção do combustível. Paralelamente às ações de extensão a serem desenvolvidas pela Unimontes, serão promovidas pela ABCCMM cavalgadas e enduros eqüestres, com o objetivo de divulgar o potencial turístico das regiões percorridas por bandeirantes e tropeiros na ocupação do território mineiro.
    Depois de Curvelo, serão cumpridos os roteiros previstos para os municípios de Várzea da Palma e Jequitaí (março); Itacambira, Botumirim, Cristália e Grão Mogol (abril); Catuti, Pai Pedro e Janaúba (maio); e Brasília de Minas, Ponte dos Ciganos, Coração de Jesus e Montes Claros (junho). Em julho, o roteiro será único para todos os participantes em nível nacional, entre as cidades de Diamantina, no Vale do Jequitinhonha, e Belo Horizonte.
    Segundo o coordenador-geral do projeto e conselheiro fiscal da ABCCMM, Lúcio Flávio Baioneta, “a participação da Unimontes foi decisiva e determinante para o sucesso alcançado na primeira edição do ‘Caminhos Gerais’, e por isso, constitui-se como parceira permanente da associação”. Ele observa que, “com total disposição e competência, o reitor Paulo César de Almeida e a equipe de professores e acadêmicos aceitaram o desafio de levar adiante as ações extensionistas, reforçando o compromisso social do nosso projeto”.
    Ainda de acordo com o conselheiro da ABCCMM, em decorrência da repercussão positiva motivada pela participação da Universidade Estadual de Montes Claros, a edição deste ano do projeto ‘Caminhos Gerais’ será ampliada em nível nacional, com 11 ações simultâneas em estados como São Paulo, Paraná e Goiás, até o final de julho. “Nesses locais, seguindo o exemplo oferecido pela Unimontes, outras universidades estarão envolvidas nas ações de atendimento à população. Não é vergonha alguma copiar o que é bem feito”, salientou Lúcio Baioneta.