Reitor da Unimontes participa de conferência internacional em Barcelona

     

    O reitor da Universidade Estadual de Montes Claros (Unimontes), professor Paulo César Gonçalves de Almeida, participa, a partir desta segunda-feira (31), em Barcelona (Espanha), da IV Conferência Internacional sobre Educação Superior no Século XXI, promovida pela ‘Global University Network for Innovation’ (Guni). O evento prosseguirá até quarta-feira (02/04), tendo como tema central a “Educação Superior, novas mudanças e papéis para o desenvolvimento humano e social”.
     
    Todas as atividades serão realizadas na sede da Universidade Politécnica da Catalunha (UPC), com a participação de reitores, gestores, acadêmicos e especialistas em educação de diversas partes do mundo. Entre os objetivos da conferência está a discussão da importância da educação superior para o desenvolvimento humano e social no contexto da globalização. Outra proposta é o debate das idéias sobre o papel da educação superior como elemento-chave para o desenvolvimento humano, além da relação entre as universidades e a sociedade para a reorganização do ensino e a melhoria da graduação.
     
    A solenidade de abertura, na manhã desta segunda-feira, a ser presidida pelo reitor da UPC, professor Antoni Giro, contará, também, com a presença do diretor da Divisão de Educação Superior da Unesco, Georges Haddad, além de outras autoridades do governo da Catalunha e do Ministério da Ciência e Educação da Espanha. Em seguida, será discutido o tema “O presente e o futuro das mudanças da educação superior no contexto da globalização”.
     
    Para o reitor da Unimontes, o evento reveste-se de enorme significado para os dirigentes do ensino superior, “até porque a Universidade está integralmente inserida no processo de globalização do conhecimento”. Ainda segundo o professor Paulo César de Almeida, “a instituição está em permanente processo de intercâmbio técnico-científico, em consonância com as demandas políticas, econômicas e sociais que compõem o papel da educação superior no Brasil e no mundo”.
     
    Ele assinala, ainda, que, durante a permanência na Espanha, manterá contatos e realizará visitas a instituições de ensino superior no sentido de serem estabelecidos convênios de cooperação técnico-científico, buscando o incremento do intercâmbio entre professores e acadêmicos e a realização conjunta de projetos de investigação científica.