Orçamento da União/2008 contempla Unimontes com mais de R$ 18 milhões

     

    A Universidade Estadual de Montes Claros foi contemplada no Orçamento da União/2008 com rubrica no valor total de R$ 18.754.277,00, graças à “Emenda de Bancada” proposta pelos senadores e deputados federais mineiros – de todos os partidos – junto ao Congresso Nacional. Somada à contrapartida - correspondente a 10% -, já assegurada pelo Governo de Minas, os recursos em favor da Unimontes alcançarão o montante de R$ 20.629.704,70. “Esta é, sem dúvida alguma, a maior emenda de origem parlamentar já consignada em uma peça orçamentária em favor da Universidade ao longo dos seus quase 46 anos de história”, afirma o reitor, professor Paulo César Gonçalves de Almeida.
     
    Ao destacar o empenho da bancada mineira – coordenada pelos deputados Nárcio Rodrigues e Virgilio Guimarães - para a aprovação da emenda em favor da Universidade Estadual de Montes Claros, o professor Paulo César de Almeida disse ser “indispensável, em nome da comunidade acadêmica, agradecer indistintamente a todos os senadores e deputados federais mineiros, que, reconhecendo a importância da Unimontes e a relevância da sua atuação para o desenvolvimento do Estado, sobretudo das regiões Norte e Noroeste e dos Vales do Jequitinhonha e do Mucuri, não mediram esforços para contemplar a instituição com montante tão expressivo”.
     
    Ainda de acordo com o reitor, a participação do Governo de Minas também “foi importante e fundamental”, até porque foi assegurada a disponibilidade da contrapartida correspondente a 10% do que viesse a ser consignado no Orçamento. Ele lembrou que, “neste ano, já havia sido autorizado pelo governador Aécio Neves e pelo vice-governador, professor Antonio Augusto Anastasia, a inclusão no Orçamento da Unimontes do valor de R$ 2.115.000,00, recursos a serem aplicados exclusivamente na melhoria da estrutura física do campus-sede, com o objetivo de viabilizar os avanços nas áreas do ensino e da pesquisa”.
     
    O reitor ressalta que, a partir de agora, vai desenvolver gestões junto ao Governo Federal a fim de agilizar a liberação dos recursos, “para o que, uma vez mais, será imprescindível e indispensável o apoio e a solidariedade de todas as lideranças políticas”.
     
    Melhorias – Segundo o reitor da Unimontes, os recursos provenientes da ‘Emenda de Bancada’ inserida no Orçamento da União/2008, quando liberados, serão aplicados em projetos que visam a ampliação das atividades do ensino, pesquisa, extensão e da prestação de serviços, incluindo laboratórios e outras obras de infra-estrutura física no campus-sede e nos demais campi, com a possibilidade de implantação de novos núcleos especialmente nas regiões do Norte e Vale do Jequitinhonha.
     
    Ele acrescenta que os recursos serão aplicados, também, na consolidação de programas de educação a distância, com cursos de graduação e pós-graduação. “Pesquisas mostram que, hoje, o percentual de jovens de 18 a 24 anos no Brasil que ingressam nos cursos superiores ainda é muito baixo, em torno de 10,9%, devendo haver enorme esforço para ampliar este acesso e atender as justas e legítimas demandas da sociedade”, conclui o professor Paulo César.