IX Encontro da Rede Mineira de Propriedade Intelectual

     

    Incentivar a transmissão do conhecimento produzido na universidade para a comunidade, discutir as formas de proteção dos conhecimentos tradicionais e fomentar a discussão de temas sobre ciência e tecnologia. Esses são alguns dos objetivos do IX Encontro da Rede Mineira de Propriedade Intelectual, que será realizado no Hotel Recanto dos Pássaros, em Montes Claros, nos dias 29 e 30 de maio, juntamente com o II Seminário de Propriedade Intelectual da Unimontes.
     
    A promoção é do Núcleo de Propriedade Intelectual e Inovação Tecnológica – Ágora – da Universidade Estadual de Montes Claros, com o apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (Fapemig), da Rede Mineira de Propriedade Intelectual (RMPI) e da Fundação de Apoio ao Desenvolvimento do Ensino Superior do Norte de Minas (Fadenor). As inscrições poderão ser feitas até o próximo dia 20, somente pelo endereço eletrônico www.unimontes.br.
     
    Os eventos serão oficialmente abertos no dia 29, às 8h30, devendo contar com a participação, entre outras autoridades, do reitor da Unimontes, professor Paulo César Gonçalves de Almeida. Às 10h30, está programada a conferência “Solk-lore ou Know-How? Conhecimento Tradicional como base para inovação tecnológica", que será apresentada pelo professora Elaine Elisabetsky, pesquisadora da Universidade Federal do Rio Grande do Sul.
     
    A partir das 14 horas, será discutido o tema “Inovação e propriedade intelectual em empresas de base tecnológica que desenvolvem pesquisa no Norte do Estado de Minas Gerais”, com conferências do professor Luciano Vilela, diretor de Tecnologia da empresa Biom; e do diretor de Gestão Tecnológica da empresa Vallée, Américo Martins Craveiro.
     
    No dia 30, as atividades serão reiniciadas às 8h30, com a mesa redonda “Proteção à biodiversidade e aos conhecimentos tradicionais associados”. Será apresentada a conferência “Saber tradicional e as redes de trocas econômicas”, pelo professor Áureo Eduardo Magalhães Ribeiro, da Universidade Federal de Lavras (UFLA).
     
    Ainda para o mesmo dia, estão previstas as seguintes conferências: “Situação atual e perspectivas das populações tradicionais do Norte de Minas Gerais em relação à proteção da biodiversidade e dos conhecimentos tradicionais – comunidades do cerrado”, com abordagem do professor Carlos Rodrigues Brandão, da Universidade de Campinas (Unicamp); “Propriedade Intelectual e Gestão Estratégica da Biodiversidade”, pelo professor Alexandre Guimarães Vasconcelos, do Instituto Nacional de Propriedade Intelectual (INPI); e “A proteção dos conhecimentos tradicionais na Amazônia Brasileira e a experiência na comissão do Amazonas na Rede Norte de Propriedade Intelectual, Biodiversidade e Conhecimento Tradicional”, assunto que será focalizado pela pesquisadora Fabiana dos Santos e Souza, da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam).