Campus da UNIOESTE de Marechal Cândido Rondon realiza mostra fotográfica.

     

        Com o tema “Resistência”, a jornalista e fotógrafa Tais Mireli expõe trabalhos na mostra que acontece no segundo piso do Bloco “I”, do Campus da Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste)/Marechal Cândido Rondon. As fotos foram feitas em abril e maio de 2008 quando dezenas de milhares de franceses foram às ruas de Paris para protestar contra a supressão de vagas de professores prevista nas reformas do presidente, Nicolas Sarkozy, que, por sua vez, se recusou a ceder ante um movimento contrário que ganhou força entre a população.

     

        Reconhecida pela repercussão de seus manifestos sociais, a França reviveu as históricas manifestações de Maio de 68, data em que os estudantes franceses foram responsáveis por eclodir sucessivos protestos pela Europa e pelas Américas. As imagens de “Resistência” retratam manifestações na capital francesa onde estiveram presentes cerca de 40 mil pessoas. Mesmo sendo uma marcha pacífica, no final do trajeto os jovens mais rebeldes atiraram pedras e objetos na polícia, que contra-atacou com sprays de gás lacrimogêneo e deteve os manifestantes mais exaltados. 

     

     

    Periferia

     

        Os cortes nos postos de trabalho fazem parte das medidas anunciadas por Sarkozy para diminuir a máquina pública - com a não substituição de um funcionário em cada dois que se aposentam - e reduzir o déficit público, como exige a União Européia (UE). O presidente francês, que busca a popularidade perdida desde o início do mandato, enfrenta dificuldades para pôr em execução as reformas anunciadas.

     

        É em Paris e na periferia que a mobilização vem se tornando mais forte, com episódios de bloqueios a estabelecimentos e choques com a polícia durante as manifestações. Munidas de megafones, walktalks, bandeiras, faixas e cartazes, estudantes, pais e professores reuniram-se em frente ao Jardim de Luxemburgo e marcharam até as proximidades do Ministério da Educação.

     

     

    A fotógrafa

     

        Natural de Marechal Cândido Rondon, Tais Mireli formou-se em Comunicação Social – Jornalismo pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUC-Pr), em 2000; e cursou Especialização em História da Arte na Escola de Música e Belas Artes do Paraná (Embap). Trabalhou como repórter do jornal Gazeta do Paraná entre 2000 e 2004 e foi assessora de imprensa da Secretaria de Estado da Cultura, entre 2002 e 2003. Mudou-se para Londres em 2005 onde colaborou para a imprensa destinada ao público brasileiro na Europa.  Em 2007 e 2008, morou em Paris, onde estudou História da Arte na École du Louvre, a Escola de artes do Museu do Louvre, e também Língua e Civilização francesa, realizado pela Universidade da Sorbonne.

     

     

     

    “Resistência” é o nome da mostra fotográfica que está em exposição em Rondon