Unicamp inaugura Faculdade de Ciências Aplicadas no novo campus de Limeira.

        A Universidade de Campinas (Unicamp) inaugurou em 11 de setembro a Faculdade de Ciências Aplicadas, no novo campus da instituição, em Limeira. O evento contou com a presença do governador José Serra e do secretario estadual de Ensino Superior, CarlosAlbertoVogt; além de autoridades da universidade e da prefeitura de Campinas. O novo campus está localizado na Avenida Cônego Manoel Alves, s/n°, entre o Jardim Morro Azul e o Anel Viário.

     

        Ocupando uma área de 500 mil metros quadrados, o novo campus oferecerá oito novos cursos aos candidatos ao Vestibular 2009.  São eles: Gestão de Políticas Públicas, Gestão de Agronegócio, Gestão de Comércio Internacional, Gestão de Empresas, Ciências do Esporte, Nutrição, Engenharia de Produção e Engenharia de Manufatura. Os quatro últimos têm oferta em período integral, enquanto os quatro primeiros são noturnos.

     

        O projeto prevê um total de mil vagas na graduação para os próximos anos. Destas 480 serão abertas no próximo vestibular com a implementação dos oito cursos já aprovados. Com isso, o número de vagas oferecidas subirá de 2.830 para 3.310. Isto representa um acréscimo de 17%, o maior realizado de uma só vez na história da universidade.

        Além dos oito cursos definidos para integrar o Vestibular 2009, já foram aprovados outros cinco cursos, cuja implementação está prevista para ocorrer posteriormente. Trata-se de Fisioterapia, Terapia Ocupacional, Conservação e Restauro, Produção Cultural e Licenciatura em Ciências da Natureza.

     

    Padrão Acadêmico

        Com a implantação total do campus e a inclusão futura dos outros cursos previstos, mas não incluídos nesta etapa do projeto, a Unicamp terá aumentado em um terço o número de vagas em seus cursos de graduação. Também contemplada no projeto, a pós-graduação já está sendo estruturada para ter início no segundo ou terceiro ano após o início do funcionamento do campus.

        Aprovados em maio pelo Conselho Universitário, os oito cursos de graduação já definidos não repetem as carreiras oferecidas atualmente pela Unicamp e terão 60 vagas cada um. Alguns deles, como Gestão de Agronegócio, Gestão de Comércio Internacional e Engenharia de Manufatura, são inéditos no país com a configuração acadêmica dada pela Unicamp. As 480 vagas iniciais serão distribuídas eqüitativamente nos períodos diurno e noturno.

        Essa primeira fase prevê a contratação, mediante concurso público, de 75 docentes e de 40 funcionários até 2012.  A formação do corpo docente é um capítulo importante do projeto. Por isso, será levado em conta o padrão acadêmico da Unicamp, a preservação da qualidade dos cursos de graduação e a implantação progressiva dos programas de pesquisa, de pós-graduação e de extensão. A titulação mínima exigida pela Unicamp para seus docentes é a de professor doutor.

        Do ponto de vista das instalações físicas, os alunos que chegarem ao campus de Limeira, em 2009, terão à disposição mais de duas dezenas de salas de aulas, um anfiteatro, biblioteca e laboratórios. Ao todo, já foram realizados 10 mil metros quadrados de obras físicas. Entre elas está um bloco de ensino, composto de três prédios de três andares, e um bloco de anfiteatro, todos climatizados. Em dois dos prédios, há quatro salas de aulas por andar, com capacidade para 60 alunos cada uma. No terceiro prédio, funcionarão a biblioteca e salas de informática. Seguem em andamento as providências para a construção dos prédios que abrigarão os laboratórios e o restaurante universitário.