Reitor participa de seminário na Itália e mostra ações e potencialidades da Unimontes.

        Ao participar nessa quinta-feira (20), em Turim (Itália), do seminário “Programa de Cooperação Científica e Tecnológica entre Minas Gerais e o Piemonte”, o reitor da Universidade Estadual de Montes Claros (Unimontes), professor Paulo César Gonçalves de Almeida, mostrou os avanços registrados na instituição e sua importância estratégica para o desenvolvimento das regiões Norte e Noroeste de Minas e Vales do Jequitinhonha e do Mucuri.

     

        Ele aproveitou para reiterar o interesse de se estabeler acordos com instituições de ensino superior e empresas italianas que viabilizem o desenvolvimento de projetos de investigação científica, principalmente nas áreas da biotecnologia, ciências agrárias e da saúde e tecnologia da informação, além do intercâmbio envolvendo professores e acadêmicos.

     

        O seminário foi presidido pelo secretário Adjunto de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior de Minas Gerais, professor Evaldo Ferreira Vilela, e pela diretora de Inovação, Pesquisa e Universidade da Região de Piemonte, professora Érica Gay. O encontro foi realizado com o objetivo de viabilizar programas de cooperação científica e tecnológica entre Minas Gerais e Piemonte – Noroeste da Itália – nas áreas de energia, design automotivo, inovação e infomobilidade e biotecnologia.

     

        O professor Paulo César de Almeida integra comitiva oficial do Governo de Minas, liderada pelo governador Aécio Neves, que, até esta sexta-feira (21), está visitando a cidade de Turim com objetivo de divulgar as potencialidades do Estado e ampliar as relações entre empresários e instituições de ensino superior e de pesquisa na Região do Piemonte. A missão, denominada “Semana de Minas”, tem como meta apresentar as principais riquezas econômicas e culturais do Estado e atrair novos investimentos, destacando os avanços alcançados nas áreas científica e tecnológica e na educação nos últimos seis anos.

     

        No caso específico do seminário, o reitor considerou o evento “extremamente profícuo, interessante e bem organizado”, e acredita que as conseqüências serão também positivas, “na medida em que possibilitará maior intercâmbio entre instituições de pesquisa mineiras e italianas”. Durante a apresentação que fez sobre a Unimontes, o professor Paulo César de Almeida procurou salientar as potencialidades e principais ações desenvolvidas nas áreas do ensino, pesquisa, extensão e prestação de serviços – com enfoque especial para o Hospital Universitário Clemente de Faria.

     

        Ainda de acordo com o professor Paulo César de Almeida, “é indispensável louvar a iniciativa do governador Aécio Neves no sentido de ser promovida maior integração econômica, cultural e educacional entre Minas Gerais e a região do Piemonte, viabilizando novos investimentos no Estado e acordos de cooperação científica e tecnológica, o que redundará em benefícios não apenas para os mineiros, mas para todos os brasileiros”.

     

        Para o reitor, “foi um sucesso absoluto e incontestável”, enaltecendo o empenho e a competência das equipes e dirigentes das diversas secretarias e órgãos do Governo de Minas na promoção e organização de todos os eventos constantes da programação “Minas Gerais em Piemonte”. Ele também destaca “a hospitalidade e a receptividade registradas” em Turim, “confirmando e reforçando os laços já muito estreitos entre italianos e brasileiros”.

     

        Participaram do seminário “Programa de Cooperação Científica e Tecnológica entre Minas Gerais e o Piemonte”, representantes de diversas instituições sediadas naquela região italiana, podendo ser destacadas: Universidade de Turim, Instituto Politécnico de Turim, Universidade de Piemonte e Universidade de Ciências Gastronômicas. De Minas Gerais, entre outros, participaram representantes das Universidades Federais de Minas Gerais (UFMG), Viçosa (UFV) e de Ouro Preto (UFOP), da Universidade do Estado de Minas Gerais (UEMG) e da Fundação Centro Tecnológico de Minas Gerais (Cetec), além das Secretarias Estaduais de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Saúde, Extraordinária para o Desenvolvimento dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri e Desenvolvimento Econômico.