Reunião em Brasilia discute Enem.

     

    O MEC apresentou uma proposta que decreta o fim do vestibular tradicional e propõe uma seleção unificada através de um vestibular nacional único que possibilitará aos alunos a migração de um estado para outro. O novo Enem, além de avaliar as habilidades e competências dos estudantes, possibilita mais chance de ingresso de novos estudantes nas faculdades.

     

    Para discutir o vestibular unificado proposto pelo Ministério da Educação (MEC), com a adesão ao novo Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) o ministro da Educação, Fernando Haddad convocou os reitores das universidades estaduais e municipais para uma audiência em Brasília. A reunião aconteceu na terça-feira, 28 e contou com a presença do reitor da UEPG e presidente da ABRUEM, João Carlos Gomes.

     

    A adesão ao exame está aberta para todas as instituições federais, particulares e estaduais e o prazo para aderir ao novo sistema se encerra no dia 8 de maio.

     

    Segundo o Ministro Haddad, a aplicação de um novo modelo de exame talvez possa ser viabilizado ainda neste ano uma vez que não necessita de 100% de adesão das universidades.

    De acordo com o reitor da Universidade Estadual de Ponta Grossa, João Carlos Gomes, os processos de seleção de 2009 não sofrerão alterações. “As mudanças poderão ocorrer no vestibular de 2010”, ressaltou. O reitor destacou que existem as possibilidades de adesão integral ao Enem, ou ainda de forma parcial, considerando-se a nota no processo, mas que a definição dependerá da discussão e aprovação do assunto no Conselho Universitário.  

     

    No encontro estiveram presentes além do reitor da UEPG e presidente da ABRUEM, João Carlos Gomes, 32 representantes de instituições de ensino superior afiliadas a ABRUEM .

     

     

     

    Confira mais fotos, clicando aqui.