Uenf inaugura unidade para pesquisa com animais.

    A Uenf inaugura nesta quarta, 29/04, às 9h, no Hospital Veterinário, a primeira de uma série de três plantas da Unidade de Experimentação Animal que está sendo montada no Hospital Veterinário. A unidade é uma das exigências da 'Lei Arouca' - aprovada em outubro de 2008 - para as instituições que realizam pesquisas com animais. Com toda a infraestrutura financiada pela Faperj (Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro), a Unidade da Uenf é pioneira por concentrar as pesquisas com animais junto a um Hospital Veterinário. No total, a Unidade custará em torno de R$ 700 mil para instalação da infraestrutura básica.

     

    A primeira planta, que está concluída e montada para funcionar, congrega dois laboratórios: um de Biologia Celular, outro de Biologia Molecular. A segunda planta, cuja construção já começou, consiste na subunidade para experimentação com animais de pequeno porte - coelhos, ratos e camundongos. E a terceira planta, que será montada em seguida, conterá instalações para pesquisas com animais de médio porte, especialmente suínos e cães. A estrutura para grandes animais ainda não está contemplada neste projeto, mas estudos neste sentido já estão sendo feitos. A Unidade que começa a funcionar agora estará ainda acoplada ao centro cirúrgico do Hospital Veterinário para experimentações cirúrgicas nestes animais.

     

    As duas primeiras plantas terão a coordenação do professor Carlos Logullo, do Laboratório de Química e Função de Proteínas e Peptídeos da Uenf. A terceira será coordenada pelo professor Renato DaMatta, do Laboratório de Biologia Celular e Tecidual da Universidade.

     

    - Esta é uma ação desenvolvida pelo Hospital Veterinário e pelo Centro de Biociências e Biotecnologia da Uenf para dotar a Universidade de condições adequadas para a realização de experimentos com animais em uma unidade com caráter multidisciplinar que atenda a comunidade da Uenf e de outras instituições do Estado. Provavelmente será a única no Brasil integrada a um hospital veterinário - explica o professor Logullo.

     

    A partir do pleno funcionamento da Unidade, em suas três plantas, todo experimento com animal na Uenf deverá ser desenvolvido em suas instalações. A Unidade conta inclusive com alojamento para receber pesquisadores de outras instituições que precisem desenvolver experimentos na Universidade.

     

    A chamada 'Lei Arouca' tramitou durante 13 anos no Congresso Nacional e só foi aprovada depois do falecimento de seu propositor, o então deputado federal Sérgio Arouca. A Uenf já está adequada a várias exigências da lei, entre elas a criação de uma comissão interna de ética para regular a pesquisa com animais e a implantação do biotério (local de criação dos animais a serem utilizados em pesquisas), que está bastante avançada.