Municípios reúnem-se para discutir a Conferência Nacional de Educação.

    A discussão abre o II Simpósio Nacional Sobre Formação de Professores - SIMFOP que acontece até dia 5/6 na Unisul de Tubarão

     Discutir e estabelecer metas que viabilizem a educação para todos. Este foi o objetivo da mesa-redonda, que aconteceu às 8h30min desta terça-feira (2), e deu abertura ao II SIMFOP, com o tema “Conferência Nacional de Educação: construindo um sistema articulado de Educação”.

     A mesa-redonda foi constituída pela professora Msc. Marta Vanelli (CEE) e o professor Dr. Vilmar Klemann (MIEIB), com a coordenação do professor de Ciências da Linguagem da Unisul e doutor Marcos Edgar Bassi.

     O tema discutido foi a preparação da Conferência Nacional de Educação – CONAE. Os integrantes da mesa ouviram de cada representante da secretaria de educação dos municípios da região que estavam presentes, a situação de cada cidade e a forma que vem se preparando para a CONAE. Participaram representantes dos municípios de Tubarão, São Ludgero, São Martinho, Braço do Norte, Rio Fortuna, Laguna, Sangão, Armazém e Santa Rosa de Lima.

     De acordo com Vilmar, a educação é o setor que mais tem se atrasado no que diz respeito a questões de interesses de todos. “Noto que cada município esta tendo um encaminhamento diferente e cada um na sua velocidade”.

     Vilmar explicou também que, neste dia 3 de junho, já começa a primeira etapa da Conferência, o dia do CONAE na escola. “Pretendemos com isso, alcançar a base e envolver todos, desde alunos até professores e profissionais da educação. A participação de todos é essencial”, ressalta.

     Segundo Marta, a sociedade não esta sabendo cobrar e a CONAE já vem de um processo lento. “Somos nós os responsáveis por acelerar isto”. Vilma explica que esta mesa-redonda foi um espaço de discussão, onde além de discutir a educação básica, deram prioridade também para a educação profissional e o ensino superior.

     Ainda de acordo com a professora, a CONAE pretende avaliar dentre outros, dois eixos importantes. Primeiro: avaliar a educação como um todo, diagnosticar a situação de cada município e traçar metas. Segundo: discutir a qualidade da educação, e o acesso a escola. Dando uma atenção prioritária à comunidade, avaliando as condições das escolas e da educação.

     Para a vice-coordenadora do curso de pedagogia da Unisul e organizadora do evento, Maria Sirlene Pereira Schlickmann, a universidade tem compromisso com a educação e com os profissionais que nela estão envolvidos. “O objetivo do II SIMFOP é disponibilizar um espaço de aprendizado e discussão, sempre buscando a melhora no que diz respeito à educação”, avalia.

     O II Simpósio Nacional Sobre Formação de Professores - SIMFOP acontece até dia 5/6 na Unisul de Tubarão.