Rede Guarani/Serra Geral presente nas escolas do Oeste de Santa Catarina.

    Pesquisadores da Unoesc ligados ao Projeto Rede Guarani Serra Geral (RGSG) desenvolvem, desde setembro de 2008, atividades de educação ambiental nas escolas de ensino fundamental e médio da região Oeste de Santa Catarina. Graças a uma parceria entre a Unoesc, a RGSG e a Gerência de Regional de Educação (Gered), dezenas de escolas de inúmeros municípios da região estão sendo beneficiadas com palestra temática sobre gestão integrada e sustentável das águas superficiais e subterrâneas.

    No dia 5 de junho, como parte das atividades da semana do meio ambiente, os pesquisadores estiveram no município de Maravilha. A Prefeitura Municipal em conjunto com as escolas João XXIII e Nossa Senhora da Salete organizaram um seminário que contou com a presença de aproximadamente 700 estudantes, distribuídos em dois ginásios de esportes, com atividades nos períodos matutino e vespertino.

    Por meio do ciclo de palestras, cerca de 6.500 estudantes e professores estão sendo diretamente envolvidos. Os pesquisadores dirigem-se às escolas e desenvolvem as atividades previstas, no horário e local definidos pela direção das unidades escolares. A finalidade principal é socializar o conhecimento científico produzido pelos pesquisadores da RGSG sobre os aqüíferos Serra Geral e Guarani.

    O professor Joviles Vitório Trevisol, um dos coordenadores do projeto, destaca que o objetivo é levar conhecimento e informação às crianças e aos jovens sobre o tema da água. “Trabalhamos para reduzir as distâncias entre a universidade e as escolas de educação básica. Estamos procurando construir a cultura da sustentabilidade em nossa região.”

    Segundo ele, as crianças e os jovens têm consciência de que o futuro depende da solução dos problemas ambientais do presente. “Estamos ajudando a construir um futuro sustentável por meio da formação humana. Procuramos transformar o conhecimento complexo em linguagem acessível. Está sendo uma experiência maravilhosa. Somos recebidos com muito carinho”. Jovilles disse, ainda, que o seminário realizado em Maravilha demonstra como é possível trabalhar de forma articulada e cooperativa, principalmente entre os gestores públicos e a comunidade escolar.