Comitiva da ABRUEM visita Universitá Degli Studi di Roma Foro Italico e CRUI na Itália.

                Com mais de 10 anos de criação, a Università Degli Studi Di Roma Foro Italico é a quarta instituição de ensino superior pública da capital italiana a ser visitada pela comitiva brasileira em dois dias. A professora doutora Paola Evangelisti (assessora da Reitoria para Assuntos Internacionais) recebeu na manhã do dia 25 de junho, na sala de Aula Magna, a  comitiva brasileira  da ABRUEM, onde apresentou informações sobre o sistema de ensino da instituição.

     

                A universidade se configura como o maior complexo de Ciências Motoras e Academia de Educação Física da Itália, inteiramente dedicado ao desporto e à circulação de ciências. O complexo inclui estádios, arenas, piscinas, ginásios, campos de tênis, entre outros. Foi criada através da junção do Instituto Universitário di Scienze Motora e pela Academia di Educazione di Física, ambas com cerca de oito décadas de funcionamento e possui cerca de 1.250 alunos matriculados nos cursos de graduação, mestrado e doutorado. 

               

                A Università Roma Foro Italico mantém convênio com a Universidade de São Paulo (USP), uma das afiliadas da ABRUEM, desenvolvendo projetos de pesquisa. Outras universidades brasileiras como a Universidade Federal do Paraná (UFPR) e a Universidade Federal de Uberlândia (UFU), também participam de um programa da Università Roma Foro Itálico, onde alunos de áreas afins integram um projeto de doutorado que envolve, além da Itália e Brasil, o Senegal e a França, com permanência de três anos em Roma. “Esta universidade mantém uma característica diferente das outras universidades públicas de Roma [Sapienza, Tor Vergata e Roma Tre] que são instituições generalistas, como a maioria das universidades públicas brasileiras. Ela mantém, tanto em nível de graduação como na pós-graduação, o ensino e a pesquisa relacionada com as Ciências Motoras e de Educação Física”, ressalta o presidente da ABRUEM, Reitor João Carlos Gomes.

     

                A delegação da ABRUEM mostrou o potencial nesta área das Universidades Estaduais e Municipais Brasileiras e interesse em ampliar os acordos acadêmicos através de intercâmbios e programas de mobilidade estudantil.

     

                No período da tarde, a delegação da ABRUEM visitou o Conferenza dei Rettori delle Universitá Italiane (CRUI), onde foram recebidos pelo presidente da instituição, o reitor Enrico Decleva. A reitora Stefania Giannini, da Università Per Stranieri de Perusia, apresentou o Sistema de Ensino Universitário Italiano à comitiva brasileira e, ressaltou que o Brasil é o segundo pais da América do Sul em números de estudantes na Itália (751), perdendo somente para o Peru, com 1.358 alunos, segundo dados oficiais do CRUI.

     

                O presidente da ABRUEM fez uma conferência apresentando o sistema brasileiro de universidades estaduais e municipais. Os números apresentados sobre a ABRUEM impressionaram os reitores italianos: são 48 universidades presentes em 22 estados da federação; 44.476 professores (39% dos quais doutores; 32% mestres; 22% especialistas; e 7% graduados); 2.316 cursos de graduação onde estudam 758.000 alunos; 570 programas de Mestrado; 344 programas de Doutorado; e 60.369 alunos de pós-gradução stricto-sensu. O Reitor João Carlos Gomes também apresentou cinco áreas de excelência em pesquisa e pós-graduação das 10 universidades representadas na comitiva, referente às áreas que possuem maior potencial de intercâmbio acadêmico entre as IES brasileiras e italianas. “A ABRUEM e o CRUI manterão contatos institucionais com as embaixadas nos dois países, visando facilitar a participação de alunos e professores em cursos de graduação e pós-graduação, ampliando o intercambio entre suas universidades”, concluiu o Reitor João Carlos Gomes.