Reitores discutem universidades comunitárias e Unochapecó defende formação em Jornalismo.

                Dirigentes das instituições filiadas à Associação Brasileira das Universidades Comunitárias (Abruc) reúnem-se nesta quinta e na sexta-feira, 25 e 26 de junho, em São Paulo. Na 17ª assembleia geral da entidade será discutido o tema “Comunitárias: Novos tempos, novos desafios”.

                A palestra principal será proferida às 20h desta quinta-feira pelo ministro da Educação, Fernando Haddad. Já na sexta-feira estarão presentes o presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), Reynaldo Fernandes, e o deputado Pedro Wilson, da Comissão de Educação e Cultura da Câmara dos Deputados.

                No encontro da Abruc em São Paulo, organizado pela entidade e pela Universidade São Francisco, também haverá discussões sobre o novo Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), a reforma da educação superior e o trabalho da Frente Parlamentar Mista da Educação Superior Comunitária formada no Congresso Nacional.  

    Na assembleia, o reitor da Unochapecó proporá que a Abruc, que reúne atualmente 54 instituições de ensino superior sem fins lucrativos, se manifeste sobre a suspensão do diploma em curso de Jornalismo para o exercício da profissão. Conforme o professor Odilon Luiz Poli, essa medida adotada pelo Supremo Tribunal Federal, desagradou as universidades em geral e precisa ser analisada com maior profundidade, para não desmotivar quanto à formação universitária, especialmente considerando que no Brasil apenas 11% dos jovens de 17 a 24 anos estão matriculados na educação superior. Além disso, acrescenta que deve ser avaliado o papel fundamental que a formação em Jornalismo tem para a qualidade das informações que a mídia transmite à sociedade.