Trabalho coletivo é destaque na aula inaugural no Campus da Unimontes em Bocaiúva.

    “A implantação do campus da Unimontes em Bocaiúva traduz a concretização de um sonho coletivo, assim como é a educação na formação do ser humano”. A afirmação é do reitor da Universidade Estadual de Montes Claros, professor Paulo César Gonçalves de Almeida, ao presidir a aula inaugural “Educação na Formação do Homem” dirigida à primeira turma do curso de Química, na manhã dessa segunda-feira (27), no campus da Unimontes naquele município.

     

    O curso de graduação em Química (Licenciatura Plena) é o primeiro a funcionar naquela unidade, com uma turma de 34 acadêmicos, aprovados no Processo Seletivo 01/2009. As aulas serão realizadas pela manhã.

     

    “A educação é o instrumento mais democrático para o desenvolvimento humano, econômico, social e cultural e, por isso, o momento é de somarmos esforços; todos são importantes”, acrescentou o reitor, ao enfatizar que “o projeto do campus de Bocaiúva é do povo”. Ainda segundo o professor Paulo César de Almeida, em dezembro deste ano, através de processo seletivo, a Unimontes oferecerá, também naquele município, o curso de Licenciatura Plena em Física, com a previsão de início das aulas em fevereiro de 2010.

     

    Por sua vez, o prefeito Ricardo Veloso considerou o momento como um dos mais importantes da história de Bocaiúva. “O campus vai mudar, definitivamente, a nossa história na área da educação, principalmente porque se trata de um curso que atende a vocação natural do município, apresentada pela própria comunidade”, justificou. 

     

    Acadêmico da primeira turma do curso de Química, Rafael Ricardo da Cruz considerou o início das aulas “como a realização de um sonho pessoal”. Para ele, que é natural de Montes Claros, “se não fosse a Unimontes com a oferta do curso de Química em Bocaiúva, a única maneira de se tornar profissional nesta área seria em outros centros, bem distantes da minha cidade e da minha família”.

     

    TERMO ASSINADO - Ainda na oportunidade, o reitor Paulo César de Almeida e o prefeito Ricardo Veloso assinaram o termo de “Inserção de Uso de Prédio Público”, que consiste na formalização da entrega do prédio à administração da Universidade Estadual de Montes Claros (Unimontes) para o funcionamento das salas de aula, biblioteca, secretaria administrativa e laboratórios.

     

    Também participaram da aula inaugural do campus de Bocaiúva o vice-reitor e superintendente do Hospital Universitário Clemente de Faria, professor João dos Reis Canela; o presidente da Câmara Municipal, vereador Eduardo Vieira de Oliveira; a pró-reitora de Ensino, professora Maria Ivete Soares de Almeida; o diretor do Centro de Ciências Exatas e Tecnológicas, professor Marlon Cristian Toledo Pereira; a auditora seccional da Unimontes, advogada Francine Flávio França; o vice-prefeito Juarez Teixeira Santana; o secretário municipal de Educação, professor João Roberto de Oliveira; a coordenadora do campus de Bocaiúva e do curso de graduação em Química, professora Vera Lúcia Alves, além de autoridades e convidados.

     

    O CAMPUS - A implantação do campus de Bocaiúva envolveu recursos da ordem de R$ 2,5 milhões, sendo R$ 1 milhão oriundos do município - obras físicas - e R$ 1,5 milhão para equipamentos e laboratórios, obtidos através de Emenda da Bancada Mineira consignada no Orçamento da União, com a participação do Governo de Minas.

     

    Localizado em terreno de 20 mil m², no bairro Alterosa, o campus possui 945 m² de área construída, com salas de aula, sede administrativa e os laboratórios de Química Geral e Inorgânica, Química Analítica, Físico-Química, Informática e Química Orgânica. O projeto completo prevê a construção de outros três blocos, com três pavimentos cada.